FIM DE ANO – Um delírio sobre Um Conto de Natal (história de Charles Dickens)

Bom, estamos no Natal, o feriado comercial mais rentável de nosso calendário. Nessa época do Ano, até eu me permito ser mais Light nas postagens.

Para tanto, Vou me limitar a fazer comparações entre a história de Ebenezer Scrooger (do filme Um Conto de Natal) e Saulo (Paulo) de Tarso, que, se você parar para notar, são beeeem parecidas.

FIM DE ANO - Um delírio sobre Um Conto de Natal (história de Charles Dickens) - Ebenezer Scrooge
FIM DE ANO – Um delírio sobre Um Conto de Natal (história de Charles Dickens) – Ebenezer Scrooge

Paulo de Tarso, que era tão nojento quanto Scrooger e eu poderia falar sobre o assunto até o Dia de Reis, mas não estou muito afim de escrever. Segue comparações.

1ª Comparação – O Sócio

Conto de Natal: Ebenezer Scrooger trabalha em uma empresa chamada Scrooger & Marley, onde trabalha junto de seu sócio, Jacob Marley, que morre na véspera da Noite Feliz e o velho miserável não dá a mínima. Diante de tamanho desdém, a Alma do falecido sócio reaparece carregando correntes e, entre um lamento e outro, avisa da visita dos Espíritos do natal passado, presente e futuro.

História de Paulo de Tarso:Antes de virar Paulo, Saulo trabalhava na perseguição aos seguidores de Jesus que fora assassinado a pouco tempo. Do outro lado estava Estevão, considerado o primeiro Martir do Cristianismo. Logo que Estevão foi condenado ao Apedrejamento, Saulo (chamado de Caçador de Judeus) logo viveria eventos importantes que trariam, em breve, um dos maiores expoentes do Cristianismo.

2ª Comparação – O Fantasma do Natal Passado

Conto de Natal: O primeiro fantasma oferece lembranças da infância de Scrooger, além do final de seu noivado (finalizado pelo próprio Ebenezer por causa do trabalho). Isso tudo evidencia como nosso “herói” já era capaz de desfazer pequenos sonhos, independente do dinheiro que teria ou da tenra idade.

Tem gente que é cuzão desde criança.

História de Paulo de Tarso: A Cegueira provocada por Jesus em Saulo (na estrada de Damasco) é uma clara proposta de mudança na vida do caçador de judeus. Saulo tem visões do passado, das atrocidades que cometeu e, finalmente, tem uma dimensão das dores que causou. Da mesma forma que ocorreu no Conto de Natal, Saulo sequer imagina que mudará completamente sua maneira de pensar.

3ª Comparação – O Fantasma do Natal Presente

Conto de Natal: O segundo visitante mostra o que ocorre em tempo real, online, na hora, nada de lembranças ou vislumbres futuros. Em especial, uma das visões é a casa de um dos empregados da  Scrooger & Marley que tem um filho doente.

O pequeno Tim.

Apesar da pobreza indiretamente proporcionada por Scrooger (que não abre a carteira mesmo que sua própria vida dependa disso), a família do pequeno Tim é feliz e otimista com relação a saúde do garotinho…que em breve morrerá.

Sim, ele vai bater as botas e mesmo isso não sensibiliza muito o coração de Ebenezer.

Ah velho filho da puta!

Lembrei de Ananias, o homem que é designado para devolver a visão de Saulo e batizá-lo. Para mim, a morte do garotinho é a morte de uma nova vida, da chance de renovação para Scrooger. Ananias (um velho) insere sua experiência de Homem Bom em Saulo e torna-se a primeira testemunha da mudança de comportamento de Saulo que, doravante, se chamará Paulo.

As coisas estão se ajeitando.

4ª Comparação – O Fantasma do Natal Futuro

Conto de Natal: A essa altura do campeonato, o velho avarento já está bastante fragilizado e nada irá prepará-lo para o que virá na sequência. A morte do pequeno Tim e do próprio Ebenezer Scrooger é oque mostra o ultimo visitante. Para mim, ficou mais do que claro que o que procura a ultima visita é o ultimato do Além para o subjugado homem.

Os resultados não poderiam ser melhores.

Para nossa felicidade,  o velho dá  o braço a torcer e acaba mudando da água pro vinho.

História de Paulo de Tarso: Da mesma forma, Saulo se dedica religiosamente para se tornar um mensageiro do Cristo.

No livro espítira Paulo E Estevão, vemos que o trabalho de Paulo para se adequar a sua nova vida é ainda mais doloroso, pois enfrenta as adversidades da pregação e, também, uma série de preconceitos porparte dos próprios apóstolos e convertidos.

MENÇÃO HONROSA – OS FANTASMAS CONTRA ATACAM

Conto de Natal é uma história que cabe diversas interpretações e uma delas, a minha favorita é o filme Os Fantasmas Contra Atacam, com o eterno Caça-Fantasmas Bill Murray.

No que diz respeito a reprises, só perde pro Esqueceram de Mim.

Na história, Frank Cross (Bill Murray) é um chefe de um famoso canal de TV e, da mesma forma que Scrooger, não tem sentimentos ou se importa com as pessoas.

Frank recebe a oportunidade de redenção na Noite de Natal, na forma dos Espíritos do Natal Presente, Passado e Futuro, percebam que é apenas uma adaptação “moderna” do conto de Charles Dickens. Aqui está uma boa matéria sobre esse filme no site Adoro Cinema.

Incrível como Bill só se mete com fantasmas.

CONCLUSÃO SOBRE A COMPARAÇÃO ENTRE “CONTO DE NATAL” E A HISTÓRIA DE PAULO DE TARSO

Eu não consigo pensar em uma programação de natal sem este filme. Ele trata de um indivíduo que dificilmente não cabe em algum momento de nossas vidas (avarento, ranzinza, solitário, carente de atenção, ambicioso…) e, depois de muito dar com a cabeça em ponta de lança, trabalha pela renovação.

Claro, Ebenezer atinge o reconhecimento de seus pares ao mudar sua personalidade para melhor, não sofre mais com seus pecados de antes e, agora, é amado por todos. Paulo de Tarso trabalha bastante para disseminar a doutrina de Jesus, é caçado (como costumava caçar os pregadores da épcoa) e acaba morto.

Fora isso, as trajetórias são bem semelhantes.

Na verdade, eu tenho pena da molecada que não vai ter este filme como referência para a programação de Natal. Entendam que este filme é uma releitura do grande clássico de Natal já mencionado e vale a pena ver este filme.

Tem a versão cômica com o eterno caça-fantasma Bill Murray (sempre exibida pela Rede Grobo), tem a versão infantil com o Mickey e tem essa versão interessantíssima com o Jim Carrey.

Se discordam, concordam ou se deixei de comentar alguma coisa, indiquem aí nos comentários.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s