Brasil pedirá acesso a documentos da CIA sobre ditadura militar

Diante do documento da CIA informando sobre a execução de pessoas durante a Ditadura Militar no Brasil, o Instituto Vladimir Herzog  enviou uma carta ao Itamaraty pedindo que o governo federal libere documentos sobre a participação de agentes do Estado brasileiro em, como foram chamadas no tal documento, “ações extralegais contra subversivos perigosos”.

A solicitação será do Ministério das Relações Exteriores (ministro Aloysio Nunes, acusado de operar esquema de propina do PSDB em março deste ano), que entrará em contato com o governo dos Estados Unidos sobre a liberação dos documentos da CIA (Agência Central de Inteligência em português) sobre atividades durante a Ditadura Militar no Brasil.

“O senhor, assim como nossa família, sabe o que foi o terror e a violência promovida pela Ditadura Brasileira. Uma nação precisa conhecer a sua história oficialmente para ter políticas públicas que previnam que os erros do passado se repitam”

A carta, enviada ao Sr. ministro Aloysio, é assinada por Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog (cujo instituto leva seu nome), assassinado em 25 de outubro de 1975, durante o período da Ditadura e cuja morte oficial foi veiculada como suicídio.

Anúncios

Comenta aí, machu véi!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.