Encontrada cerâmica medieval com a representação de dois Judeus

Um vaso com motivos judaicos, normalmente, seguem desenhos de sua Cultura, dificilmente representam figuras de pessoas. Um pedaço de cerâmica encontrado em Teruel (cidade espanhola ao sul de Aragão), datada do Séc. XIII é um artefato impressionante, segundo especialistas envolvidos na descoberta.

Este artefato é considerado “singular”, pois há a retratação do que, provavelmente, seriam dois varões judeus sefarditas. A descoberta torna-se ainda mais impressionante, por estar na Europa Medieval, onde os Judeus e os Gentios tinham… ahn, suas divergências (pra dizer o mínimo).

Mesmo assim, por que esse achado é tão importante?!

SENTA QUE LÁ VEM A HISTÓRIA…

Qualquer criatura com meio átomo de um cérebro saudável sabe que os Judeus sempre sofreram nessa terra de meu Deus. Desde Nabucodonosor II até a Segunda Diáspora (a maior, pelo que sei), tudo o que os caras querem é um pedaço de chão para chamar de Seu e fixar terreno.

A descoberta do fragmento em questão está ligada diretamente a expulsão dos judeus Sefarditas na Espanha. Os sefarditas (descendentes de judeus na Europa) amargaram terrivel banimento em 1492 com a rainha Isabel I, por causa do Cristianismo que se instalou na época. O que seguiu depois disso foi a expulsão e ataques.

Tamanha perseguição contra um Povo registrada em tantos momentos onde são quase varridos da História, é de se espantar, naturalmente, a descoberta de um registro arqueológico em condições de estudo.

A DESCOBERTA DE CERÂMICA COM DESENHO DE DOIS JUDEUS

CeramicaDoisJudeus
Pedaço de cerâmica onde há retratado, possivelmente, dois Judeus.

Uma reforma na praça do bairro judeu em Teruel em 2004 foi o palco da descoberta. O arqueólogo Antonio Hernandez Pardos fez uma publicação na Revista de Estudos Hebraicos e Sefarditas onde, depois de uma exaustiva verificação da Iconografia judaica e cristã da época, concluiu a singularidade do achado que, segundo o arqueólogo, foi pura sorte.

Ainda, segundo Antonio Hernandez, posivelmente trata-se de um trabalho dos primeiros ceramistas judeus (daí a sorte). Somente em 2011 que resolveram trabalhar na reconstrução dos fragmentos de cerâmica encontrados durante a revitalização da praça.

E tá demorando?!

Sim, claro, o arqueólogo só trabalhou nos fragmentos quase 10 anos depois da descoberta, mas vale ressaltar aquele velho problema da “verba em Caixa”: Com a falta de orçamento, fica praticamente impossível contratar Pessoal pra fazer qualquer trabalho que preste.

Parece até aqui no Brasil.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Nome*liege disse:

    interessante a materia …não teria sido o caso de ao inves de Cristianismo ,o autor ter posto Catolicismo ? Cristo ao que sei respeitava o próximo , ao passo que a Igreja …….

    Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s