O Mistério de Croatoan está próximo do fim, dizem arqueólogos

Os colonizadores são bravos, destemidos pioneiros, fortes e tal. Adentrar um terreno totalmente desconhecido e empregar todas as suas energias para fazer ali uma extensão de sua nação é, com efeito, tarefa para poucos. Afinal, por mais que se tenha ciência da Geografia, da Botânica, do Clima e também da Fauna, é difícil prevê o que se pode esperar dos Nativos.

Ah, os bárbaros Nativos, enfrentando o homem branco, atrapalhando sua expansão territorial, mutilando e/ou devorando invasores… como esquecê-los?!

Nessa linha de raciocínio, um dos eventos mais estranhos do folclore norte-americano é conhecido como Mistério de Croatoan. Uma colônia inteira na vila de Roanoke sumiu, virou vapor, escafedeu-se. O pessoal do First Colony Foundation publicou um estudo do que pode ser a verdadeira causa do sumiço dos habitantes dessa Colônia.

Será?!

SENTA QUE LÁ VEM A HISTÓRIA…

Segundo a tradição, os colonos ingleses fundaram uma vila na ilha de Roanoke em 1587 e, no ano seguinte, o então governador John White precisou voltar para a Inglaterra e solicitar provisões para a vila que era açoitada por doenças desconhecidas e pelos insistentes ataques dos malvados indígenas.

Olha só, se você tem suas terras e metais preciosos roubadas, mulheres estupradas e filhos escravizados por algumas dúzias de branquelas pretenciosos… uma retaliação era quase óbvio.

Enfim, John White vai para a Inglaterra, mas fica impedido de voltar para junto de seus compadres por causa da Invencível Armada do rei espanhol Felipe II. Só em 1590 White consegue voltar até Roanoke, contudo, não havia nenhum sinal de vida. Excetuando o mato que tomava a vila, tudo estava como deixou, mas todos os 100 habitantes sumiram sem explicação… apenas um único registro: Uma árvore com a inscrição “Croatoan”.

Isso me lembra o sumiço do Exército de Cambises II.

A LENDA DE CROATOAN

Muito desse Mistério de Croatoan é associado ao Misticismo, Religioso, Folclore indígena e, claro, aos pobres E.T.s (sempre culpados). O seriado Supernatural já abordou o assunto… enfim, contei por alto, veja mais no blog Fato e Farsa. O fato é que alguém passou o rodo na cidade.

FIRST COLONY FOUNDATION E O SITE X

Conforme informado no início do Post, o referido grupo aliado ao estudioso Nicholas M. Luccketti iniciaram trabalhos no setor que é chamado de Site X, uma região cerca de 80km do local onde seria a vila de Roanoke.

Uma pista muito interessante foi achada nos antigos mapas de John White. A tecnologia de Espectroscopia do Raio-X mostrou um remendo no mapa exatamente na extremidade ocidental da chamada Albermale Sound (uma enseada costeira), onde, possivelmente, White teria aportado. Segundo James Horn (um dos fundadores da referida fundação e escreveu um livro chamado A Kingdom Strange sobre o assunto), supostamente haveria uma outra colônia naquela região e estes teriam recebido John White.

Imagem do Museu Britanico - retirado do site The NY Times - http://graphics8.nytimes.com/newsgraphics/2015/08/11/colony-roanoake/5dfc26ffa764f525ce9caae2ac60744d2480d90c/colony-945.png
Imagem do Museu Britanico – retirado do site The NY Times

Para comprovar a teoria, só arregaçando as mangas.

As pesquisas arqueológicas na região foram beneficiadas pelas leis que regem o estado da Carolina do Norte, que exige uma análise arqueológica nesses locais, antes de grandes empreendimentos e o James River Institute for Archaeology já atuava na região desde 2007 e ferramentas características dos europeus da época foram encontradas.

Isso tornou imprescindível uma nova averiguação no “Site X” em 2012. e a chave para esse mistério seria a cerâmica Surrey-Hampshire Border ware que deixou de ser importada para o “Novo Mundo”. E muitos artefatos foram encontrados como ganchos para esticar couro, tigelas e demais utensílios e isso já é o suficiente para sustentar a hipótese de que parte dos colonos conseguiram se manter ali.

Contudo, Luccketti (arqueólogo do James River Institute for Archeology) ressalta que apenas uma parte muito reduzida dos colonos (menos de uma dúzia, na melhor das hipóteses) conseguiu fixar terreno, reafirmando a necessidade de mais tempo para um trabalho mais detido e detalhado.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Ana Buranello disse:

    Tem um episódio do supernatural que aparece essa palavra gravada numa árvore e eles descobrem o que aconteceu rs…É claro que lá foi por motivos espirituais ou ‘ demoniais’ hahahahah

    Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s