Descoberta – Tesouro de duas mil moedas de ouro no mar de Israel

GkuRadarDragon
Goku (anime Dragon Ball) em sua eterna caçada pelas “Esferas do Dragão”

Sejamos honestos, a molecada de hoje não sabe como é libertador brincar de Caça ao Tesouro. Sair atrás de um tesouro escondido, assessorado por fidelíssimos aliados, desbravando terras inóspitas e guiados por um misterioso mapa que aponta para um tesouro riquíssimo…

… Sim, é uma aventura, com efeito. Os adultos enxergam apenas um velho pedaço de papelão rabiscado e alguns amigos procurando um brinquedo escondido por eles mesmos, mas quando se é crianças, nos sentimos assim:

Se você nunca fez isso, boa parte da sua infância pode ser descartada. Vamos ao Post de Hoje.

MAIS DE MIL MOEDAS DE OURO NO MAR DE ISRAEL

Os integrantes de um clube de mergulhadores acabou tropeçando em um baita tesouro arqueológico: Duas mil moedas de ouro no mar de Israel (Cesareia Marítima, penso eu). Pensando que se tratava de fichas de cassino, recolheram o achado e, depois de constatar que era algo MUITO MAIOR do que fichas de Cassino, acionaram as Autoridades competentes.

Eu sempre estou comentando que muitas das mais interessantes descobertas desta Humanidade foram feitas meio que por acaso (a Penicilina, por exemplo). Veja bem, os caras sequer são arqueólogos amadores e nem estavam numa caçada.

Aliás, sabia que existe um evento anual de Caça ao Tesouro chamado Geocaching?!

Cerca de 2.000 moedas encontradas no fundo do mar
Cerca de 2.000 moedas encontradas no fundo do mar

Voltando ao assunto, as moedas encontradas (totalizando cerca de 2.000 moedas) são as mais antigas cunhadas em Palermo (Sicília) na segunda metade do século IX, o que remonta ao Califato Fatímida, uma dinastia xiita ismaelita construída por quatorze califas, na África do Norte.

De acordo com Kobi Sharvit, diretor do setor de Arqueologia Subaquática do Israel Antiquities Authority, todo esse tempo debaixo das águas (uns mil anos) não afetou a qualidade do material, as moedas estão incrivelmente preservadas e que, provavelmente, seriam um carregamento de pagamento aos soldados que defendiam a Cesaréia ou mesmo a carga de algum mercador que teve a infelicidade de perder sua renda em um naufrágio.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s