Encontrada Propriedade de Messala Corvinus (inimigo de Ben Hur)

Eu adoro vilões. São sacanas, arrogantes, poderosos, influentes, donos de uma inteligência contagiante e estão onde estão pelo simples fato de não serem vencidos, excetuando, claro, pelo Herói bom moço por excelência.

Se você quer, realmente, saber se seu Herói favorito é bom, bom mesmo, da Casa, meça o seu Vilão primeiro.

Tem uma historia que eu gosto muito, chamada Ben Hur. Na narrativa, o judeu Judah Ben Hur é escravizado (apesar de ser rico) pelo general romano Messalla Corvinus. Da mesma forma que ocorre em muitos filmes (por exemplo Cruzada, onde personagens fictícios interagem com personagens históricos), a referida História tem Ben Hur como um personagem fictício interagindo com vários personagens históricos como Pôncio Pilatos, o Apóstolo Pedro e o próprio General Messala.

Sim, Marcus Valerius Messalla Corvinus existiu, e é sobre isso que falaremos hoje. Uma das residências do referido general romano foi descoberta.

DESCOBERTA PROPRIEDADE DE MESSALA CORVINUS

Os pesquisadores, liderados por Franco Cambi, já estudavam a ilha toscana de Elba, onde suspeitavam das ligações do lugar com o referido General. Em 2012, foram encontradas na capital italiana várias esculturas que retratam o Mito de Niobe (citada na obra Metarmofoses de Ovídio). Aliás, Messala era de uma influente família romana, Messala até foi patrono de Ovídio.

É mole, ou quer duro?!

A caçada ao general romano levaram os arqueólogos até esta propriedade de assustadoras proporções. Tipo a fazenda do Bruno Mesenga, só que sem os Mesenga pra aporrinhar o juízo.

Neste lugar encontraram vasos que, na época da Roma Antiga, eram muito usados para carregar mercadorias. Conhecidos como Dolium, estes vasos (mais parecidos com ânforas) até hoje são usados para o transporte de vinho na Georgia e poderiam abrigar até centenas de litros de vinho. O local foi, em sua maior parte, atingido por um incêndio e consumindo praticamente tudo…

… mas sobraram pistas. Pistas boas.

Achados arqueológicos na residência de Messala Corvinius: Barris de vinho da Roma Antiga conhecidos como Dolium.
Achados arqueológicos na residência de Messalla Corvinus: Barris de vinho da Roma Antiga conhecidos como Dolium.

Os barris (Dolium) encontrados nos arredores apresentaram a inscrição “Hermia Va(leri) (M)arci s(ervus) fecit (“feito por Hermias, escravo de Marcos Valerius). Se queriam uma prova definitiva, eu não consigo imaginar uma prova mais cabal do que um documento assinado ligando evidências arqueológicas a um indivíduo em questão.

Um belo "close" na assinatura de Hermia, escravo de Messala.
Um belo “close” na assinatura de Hermia, escravo de Messala.

Acho que podemos definir, arqueologicamente falando, um barril de barro cozido com dois mil anos de idade de “documento”.

BEN-HUR E A MESSALA CORVINUS

Originalmente, Ben Hur é um livro (escrito por Lewis Wallace e publicado no final de 1880), posteriormente adaptado para o teatro e também para as Telonas. Em Jerusalém, o comerciante Judah Ben Hur e seu amigo de infância, o general romano Marcus Valerius Messalla Corvinus, brigam feio e, no final das contas, Messalla manda Ben Hur para se tornar escravo. Depois de retornar do cativeiro, o judeu busca vingança.

Um tanto clichê, vingança é um tema bastante recorrente e vende feio água. Olhando a história por alto, grosso modo, temos outras histórias nesta mesma linha de raciocínio que também vendeu feito água.

Cof cof, Conde de Monte Cristo, cof cof…

O filme fez bastante sucesso (o que não significa que não tenha falhas) com os personagens interpretados por Charlton Heston (Judah Ben Hur) e Stephen Boyd (Marcus Valerius Messala Corvinus), protagonizando a famosa cena da corrida de bigas.

Não chega a ser a corrida de Pods do Star ou os “Pega” dos Velozes e Furiosos, mas é muito legal mesmo assim.

 

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s