Animais Míticos – O Corvo Sedento (Fábula de Esopo)

Sim, os Animais, temos bastante a aprender com nossos amigos da Fauna. Eles são constantemente apontados em fabulosas narrativas onde, na maioria das vezes, trazem  vasta lições edificantes sobre Moralidade e Inteligência…

… coisa que os Humanos tem demonstrado bem pouco.

Apesar desta parte do Blog apontar Animais Míticos, vale lembrar que a Narrativa também é parte primordial da Mitologia. Os contos narrados por grandes Contadores de história em tempos quase esquecidos (não esquecidos por causa da narrativa) foram, certamente, valiosa ferramenta que permitiu as Histórias serem  o que são hoje, além de darem todo uma deliciosa aura que prende até mesmo os mais chatinhos.

Todo mundo gosta de uma boa história e todo mundo tem a sua favorita. Hoje falaremos sobre Esopo e a história do Corvo.

 UM POUCO SOBRE O AUTOR
As origens de Esopo são bastante imprecisas, o que me faz pensar que Grandes trabalhos exigem esse tragicômico desfecho. Um trabalho incrivelmente discutido em todo o mundo através das eras, mas ninguém sabe ao certo quem realmente fez.

Temos aí Homero (suposto escritor da Ilíada e da Odisseia) e, mais atualmente, Cristovão Colombo (descobridor da América). Enfim, Esopo foi um fabulista e escritor grego, autor de uma caralhada de fábulas. Na verdade, a maioria das fábulas que você conhece são atribuídas a ele…

… provavelmente o resto sejam do Hans Christian Andersen, mas isso não vem ao caso.

UM ESPERTO CORVO SEDENTO

O corvo sedento - Fábula de Esopo
O corvo sedento – Fábula de Esopo

A Fábula conta sobre um Corvo que, após transitar por muito tempo atrás de água para beber, sentia-se debilitado e quase sem forças para continuar sua procura por algum caroço d’água para tomar, o que me faz pensar que a fábula se passa na atual São Paulo.

Não há nada sobre o assunto na narrativa oficial, mas vamos em frente.

O Corvo, por fim, encontra algo que parece ser a solução de seus problemas: Uma jarra com água. Ao que tudo indica, a jarra não está cheia até a boca, já que nosso amigo emplumado não consegue matar a sede colocando o bico para dentro da jarra.

Depois de muito quebrar a cabeça, o pássaro tem, enfim ,uma brilhante ideia: Encher o diabo da jarra com pedrinhas que estão por todos os lados, fazendo subir o nível da água dentro da jarra.

Ele é mais esperto do que muita gente que eu conheço.

Enfim, Fábulas sempre vem carregadas, além de muitos personagens em forma de animais (ou antropomórficos), com lições de moral para quem estiver afim de aprender. O caso é que o passarinho com cor de asfalto ensina que você não deve se dar por vencido e que, depois de quebrar um tanto a cachola, a solução dos seus problemas acabarão aparecendo.

Ai, que lindo, obrigado pela imprescindível lição, coisa e tal. Mas e a parte prática?! Será que Esopo usou o Corvo por algum motivo especial, ou, simplesmente pegou aleatoriamente qualquer pássaro?! Será que nosso Amigo Emplumado é, com efeito, capaz de algo tão inteligente?!

EXPERIÊNCIA COMPROVA INTELIGÊNCIA DOS CORVOS
Sim, os Corvos são capazes de usar a cachola de forma bem satisfatória. Um ESTUDO SÉRIO com os bichos comprovou que há um “tchan” de verdade na Fábula. Ocorre que estes animais seriam capazes de usar objetos do meio ambiente ou até mesmo criar ferramentas para atingir seus objetivos. O vídeo abaixo demonstra bem o fato.

Ninguém fode com Esopo!

Segundo Sarah Jelbert (idealizadora da pesquisa com os corvos e é um pitelzinho, por sinal), cos corvos foram testados, baseada na fábula do Corvo Sedento.

Os corvos se saíram muito bem em tarefas parecidas com as descritas no referido conto. Ainda, na medida em que a dificuldade dos testes ia aumentando, os corvos acabavam por não atingir resultados satisfatórios. Por exemplo, no lugar de pedras, os pesquisadores colocavam isopor, um elemento que o corvo não encontra naturalmente.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s