Descoberta – Faraó TutAnkhAmon era fruto de incesto

Mascara Mortuaria

Para quem não sabe, Amen Hotep IV (Amenófis IV) e seus descendentes tiveram bastante dor de cabeça em sua época… na verdade, posso corrigir essa afirmativa sem peso na consciência e dizer que eles tem dores de cabeça AINDA HOJE.

Amen Hotep IV bateu de frente com os Sacerdotes de Rá e mudou tudo no Egito Antigo: Mudou a Capital para Amarna (uma cidade criada do zero) mudou o Culto aos deuses para um Culto Monoteísta (Atonismo), mudou o deus (agora só havia Aton, ou o Disco Solar), além de dar um novo conceito artístico, arquitetônico e uma nova perspectiva sobre a Família Real. Mudou até o próprio nome para AkenAton.

Você não tem ideia de quanta gente ficou P… da vida com isso.

A esposa de Amenófis IV, a famosa Nefertiti (dona daquela do busto que causa a maior briga entre Alemanha e Egito), após o sumisso do marido (sim, ele simplesmente some dos registros), também foi pressionada e perseguida pelos Sacerdotes de Rá até que cedeu e desfez todas as alterações aplicadas pelo Faraó. Ainda ,precisou consagrar seu “único” varão, TutAnkhAton para ser Faraó e restaurar o Culto ao deus Rá, conforme era anteriormente, tornando-se o famoso faraó menino TutAnkhAmon, que também morreu sob circunstancias misteriosas.

Não se sabe, ao certo, como  Nefertiti ou TutAnkhAmon morreram exatamente. Muitas teorias surgiram sobre o real motivo da morte do faraó menino, em 2010 noticiamos a descoberta de que TutAnkhAmon teria morrido de Malária. Outras causas foram apontadas para sua morte, tipo acidente com carruagens ou problemas ósseos, saiu até um livro chamado O Assassinato de TutAnkhAmon.

Independente de tudo isso que já passou, um novo aponta com todas as letras: TutAnkhAmon não foi assassinado e era filho de incesto. De acordo com o documentário que irá ao ar até o final do mês na BBC, a causa da morte do faraó menino é, sem dúvida, uma frágil saúde causada pela união entre parentes.

Isso já foi estudo do fim de famílias reais no passado.

Lembrando que o descobridor da tumba de TutAnkhAmon, intacta desde seu fechamento na época da morte do faraó menino foi Howard Carter., que foi homenageado pelo Google um tempo desses. A múmia do referido faraó foi bastante judiada, a mumificação não foi adequada, a múmia foi cortada em pedaços para retirada dos amuletos… enfim, TutAnkhAmon sempre será uma fonte de muitos mistérios.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s