Aniversário de Wolfang Amadeus Mozart

MOZART

No dia 27 de janeiro de 1756, nascia, em Salzburgo (Áustria) um dos maiores nomes da música em qualquer que seja o estilo (particularmente eu prefiro o Beethoven). Batizado de Joannes Chrysostomus Wolfgangus Theophilus Mozart, ganhou o mundo através de sua música e entrou para a imortalidade. Estamos falando de Wolfang Amadeus Mozart, que faria 254 anos hoje.

Até me causa estranheza o Google não botar um dos famosos Doodles.

Seja como for, Mozart já era um grande prodígio da música ainda muito cedo. Anntes de você começar a achar que poderia pensar em sonhar que ficaria próximo de estar bom em alguma coisa, Mozart já tinha habilidades surpreendentes em instrumentos como piano e violino. Tanto que já se apresentava para a alta corte e precisou sair da cidade para aprender novas coisas.

É mole ou quer duro?!

Sobre a vida e obra do grande Mozart, eu poderia passar o resto da minha miserável vida digitando ou até meus dedos quebrarem… para quem não sabe nada da história do referido compositor austríaco, recomendo uma cacetada de filmes. Sobre a morte dele, ainda mais coisas poderiam ser mencionadas.

Suas obras foram  e ainda são incrivelmente aclamadas, mas, igualmente criticadas por sua complexidade. Mozart compôs mais de seiscentos “hits” e sua história (não o incrível Mozart dos palcos, mas o egocêntrico Mozart economicamente instável) ainda é um tremendo talvez.

O estudioso Friedrich Schlichtegroll escreveu uma biografia sobre Mozart que não agradou ninguém.
O estudioso Friedrich Schlichtegroll escreveu uma biografia sincera.

Para quem não sabe, Friedrich von Schlichtegroll foi o cara que fez o relatório no obituário sobre Mozart, com informações que ele conseguiu dos amigos e dos vizinhos que presenciavam, constantemente, espetáculos infantis e bizarros protagonizados pelo gênio precoce.

O problema é que, apesar do documento ser incrivelmente interessante para o entendimento do lado pessoal do gênio, muitas vezes o documento é questionado, seja pela exposição de um Mozart exageradamente infantilizado e incapaz de tomar uma postura madura, seja pela incapacidade de quem quer que seja imaginar que o grande Wolfang Amadeus Mozart seja capaz de ser realmente assim.

Entendam que pode ser problemático para qualquer um imaginar o prolífico compositor austríaco como uma criatura risonha, gastadora e arrogante ao extremo, contudo, pode ser ainda mais problemático admitir que essa é a verdade.

Além do mais, eu prefiro o Beethoven.

O site The Mozart Project é interessante para entender a vida documentada do músico. Para quem gosta, também, de ver mais da atuação de Mozart, há muitos filmes interessantes. Eu prefiro entender mais da personalidade e é isso que eu prefiro o filme Amadeus.

A apresentação caricaturada de Mozart problemático é interessante… há quem não goste dessa exposição da natureza real do astro, essa apresentação do humano cheio de defeitos.

Foda-se!

Prefiro o Beethoven!

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s