Ocupantes do Parque Ecológico do Cocó tem duas horas para deixar a área

A briga pela posse do Parque Ecológico do Cocó, aqui em Fortaleza, está cada vez mais complicada. Hoje (dia 04/09/2013), a Justiça Federal do Ceará promoveu uma reunião entre o juiz substituto da 6ª Vara Federal no Ceará (Kepler Ribeiro), o superintendente  do Patrimônio da União (Jorge Luís de Oliveira Queiroz), a Polícia Militar, a Polícia Federal e os Procuradores Gerais do Município e do Estado. O Procurador da República, Oscar Costa Filho, e o vereador de Fortaleza, João Alfredo, também participaram da reunião.

Sim, muita gente e todos com o mesmo interesse.

A NOTÍCIA
Em agosto deste ano, o TRF caçou a liminar que embargava a construção do tal viaduto e, de uma hora para a outra, toda e qualquer presença na região parece uma incitação ao vandalismo. O que não parece entrar na cabeça de ninguém é o descontentamento geral ao proceder com as construções de viadutos, pela Prefeitura, no encontro das avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior e, para tanto, desde julho/13 que muitas pessoas até acampam no local.

A região tem várias adversidades climáticas, exposição direta ao criticismo daqueles que querem um viaduto pra ontem e súbita chuva de borracha e/ou spray de pimenta.

A questão é que a decisão de imediata desocupação do parque veio diretamente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), lááááá em Recife (essa viagem tão longa era realmente necessária?!). Não apenas isso, mas Oscar Costa Filho e João Alfredo (Oficiais da Justiça) afirmaram que vão dialogar com os manifestantes para que a desocupação seja pacífica.

Apesar de estarem acompanhados da Polícia Federal.

Após o fim do prazo de duas horas, a Polícia Militar está autorizada a interceder…

OUTRAS PERSPECTIVAS
De acordo com o professor José Borzachiello, (UFC), em seu artigo publicado no O POVO em agosto deste ano, o viaduto traz uma série de complicações para a cidade e não apenas estéticas, mas promove a degradação da área urbana (citando o caso do viaduto cruzamento das avenidas Santana Júnior e Santos Dumont), onde o comércio literalmente murchou e a malandragem aproveita a área para agir.

 

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s