Chuva Sólida promete ser a solução para momentos de seca

Eu sempre escutei que um dia, a “Água em Pó” seria uma realidade. Mas nunca achei que algo dessa natureza iria longe, no máximo, seria algo tão crível quanto o Chinese Democracy. Porém, para minha frustração, o referido álbum do Guns N’Roses é uma realidade e, depois de 13 anos, finalmente foi lançado.

Eu esperava muito mais dele, mas isso não vem ao caso.

Conhecido como “Chuva Sólida”, este incrível recurso promete ser um adversário em potencial contra adversidades climáticas, tipo a seca.

A CHUVA SOLIDA
Pode parecer um absurdo e, ao mesmo tempo, surreal, porém, o tal recurso é mais conhecido de nosso cotidiano do que você pode imaginar. Com base em um polímero superabsorvente foi criado, inicialmente, pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Nos anos 1970, a substância foi usada na fabricação de uma goma superabsorvente para fraldas.

polimero

O polímero, normalmente utilizado para reter o xixi da molecada, ganhou uma nova fórmula nas mãos de um químico mexicano. Agora sua capacidade absurda de reter líquido é usada na intenção de manter o solo e as plantas bem irrigados durante períodos longos sem água.

Para você ter uma ideia, dez gramas desse superpolímero pode acumular até 1 litro de água.

O HOMEM POR TRÁS DO PROJETO
O engenheiro químico mexicano Sérgio Jesus Rico Velasco é o cara que alterou a formula do polímero, tornando seu poder d absorção algo fora do normal. Na verdade, o mexicano trabalha com a chuva sólida há cerca de 10 anos.

O quimico mexicano Sérgio Jesus Rico Velasco
O quimico mexicano Sérgio Jesus Rico Velasco

O México se pronunciou de forma positiva sobre o experimento.

Porém, nem tudo é um mar de rosas…

CRÍTICAS
A professora Linda Chalker-Scott, da Universidade do Estado de Washington (EUA) acredita que a tal chuva sólida configura, ao melhor estilo, a expressão “espada de dois gumes”.

Segundo a tal professora, quando o produto já não tem mais qualquer líquido, ele começa a “chupar” toda a água próxima, ou seja, ele ajuda e depois atrapalha.

Muitos alimentos cultivados e consumidos em grandes proporções pela população da terra (tipo o milho, o arroz e o trigo) sentirão os benefícios dessa nova proposta, pois são considerados alimentos básicos na vida de três bilhões de indivíduos nesse mundo.

É gente pra caralho.

Contudo, cientistas já estudam alterações genéticas diretamente nas sementes, como é o caso de um “super arroz”, com raízes capazes de procurar por água em camadas mais profundas do solo. Para quem não sabe, o arroz tem raízes pouco profundas, o que torna sua nutrição algo relativamente estressante para a planta. Com a alteração genética, a planta não apenas ganha maior tolerância à seca, mas consegue retirar maiores recursos do solo para sua sobrevivência.

Esta postagem me faz lembrar a história de José, filho de Jacó (um dos patriarcas do Cristianismo), aquele que é esnobado pelos irmãos mais velhos, vendido como escravo, vai para o Egito e, depois de sofrer mais do que jacaré no asfalto quente (?), alcança seu momento de glória, ao interpretar os sonhos do faraó.

Os sonhos falavam sobre 7 anos de seca desmedida para os cidadãos da região além do Egito. José, com seu profundo senso de organização e a ajuda dos céus, contorna a situação e ainda resolve suas diferenças entre familiares.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s