19 de Agosto – Dia do Historiador

O dia 19 de agosto é uma data deveras movimentada na História. Só para você ter uma ideia:

  • Em 1561, a Rainha Maria Stuart regressa à Escócia.
  • Em 1990 , Leonard Bernstein rege, em seu último concerto, a Orquestra Sinfônica de Boston interpretando a 7ª Sinfonia de Beethoven.
  • Em 1981, iniciam as transmissões do Sistema Brasileiro de Televisão – SBT (atualmente detem uma programação tão cretina que eu chego a não gostar do evento).

Enfim, o Wikipédia tem uma página só para informar os eventos ocorridos no dia 19 de Agosto.

Este blog não poderia se furtar ao diálogo sobre este tão incrível momento de nossa existência: O Dia do Historiador. Seja pela sua experiência em relatar informações preciosas em conflitos humanos (sendo testemunha ocular), seja na íntegra tarefa de edificar mentes pulsantes para o magistério, o sóbrio trabalho do Historiador é algo relativamente orgasmático.

Já deu pra perceber que eu adoro História.

Joaquim Nabuco
Historiador Joaquim Nabuco

19 DE AGOSTO?!
Alguém deve estar se perguntando o que motivou a escolha desta data. A verdade é uma singela homenagem ao historiador e abolicionista Joaquim Nabuco (cujo nome completo era Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo), grande nome da história nacional.

Nascido em Recife, além de suas atribuições mencionadas anteriormente, o cara era  político, diplomata, jurista e jornalista brasileiro formado pela Faculdade de Direito do Recife, além de ser um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras.

Ainda por cima, junto com Ruy Barbosa, Joaquim Nabuco participou ativamente de questões como a Liberdade Religiosa no nosso país e, Por uma ironia do destino, a lei nº 11.946 que instituiu o ano de 2010 como Ano Nacional Joaquim Nabuco (aprovada em 2009), há um acordo entre o Brasil e o Vaticano sobre a possibilidade de ensino religioso na rede pública.

Sim, o cara era muito ocupado, com efeito.

ALIÁS, COMO ANDA A REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO?

O Projeto de Lei nº 4699/2012 que que trata da profissão de Historiador foi aprovado em novembro de 2012 (mais ou menos por aí), e deverá ser analizado em caráter de urgência.

O projeto é de  autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), porém, um dos nomes que reverberam, quando o assunto é a regulamentação do Historiador como profissional é Cristovam Buarque, do PDT-DF, que escreveu favorável relatório à emenda, em 2009.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s