Manifestações em Fortaleza contra a construção de viadutos


Imagem no blogue do Comitê Metropolitano Xingu Vivo

As manifestações na região de Fortaleza por conta do impacto ambiental na cidade (coisa que favorece o crescimento urbano, mas descaracteriza a Cidade) é novela que ainda promete muitas emoções.

Para quem não está acompanhando, a Prefeitura de Fortaleza pretende prosseguir com o projeto de construção de dois viadutos. O primeiro deles vai permitir que os motoristas que seguem pela Avenida Antônio Sales acessem a Avenida Engenheiro Santana Jr. em direção ao Papicu. O segundo, vai da Avenida Engenheiro Santana Jr. em direção à Avenida Washington Soares.

Há quem seja de total acordo com a construção dos viadutos, crendo que este empreendimento será a solução para a cidade. Tanto entalhe urbano na intenção de desafogar o apavorante engarrafamento hora do rush (quem dirige, sabe) são reflexos do progresso custarão uma bagatela de R$ 17.348.534,00.

Estamos realmente bem, já que o Governador contratou buffet de R$ 3,4 milhões. Parodeando um pouco da música “Você sabe o que é caviar?! Pergunta pro Cid, ele vai te falar. Insatisfeito, mais uma vez, o povão foi protestar”.

Até que ficou bom.

Entendam que a população não se apresenta dessa forma só pelo caráter impositivo do protesto ou simplesmente por ser “do contra”, há uma série de reivindicações. Os manifestantes acreditam que a obra não será tão benéfica assim e que problemas de trânsito devem ser resolvidos com transporte público decente.

Venhamos e convenhamos, as rotas e os veículos fazem vergonha. Eu já andei muito de ônibus (ainda faço isso) e PELAMORDEDEUS, alguém no poder público dá risada quando um ônibus atrasa 1 hora e vem lotado.

Ainda, a inclusão de ciclovias (incentivo a deixar o carro em casa e optar por um meio de transporte mais saudável e menos poluente), entre outros fatores que favorecem a preservação do Parque Ecológico do rio Cocó, coisa nossa.

Tudo isso não será alcançado na construção de um viado adultoQuer dizer, viaduto.

Independente do que é melhor para a cidade, todo mundo sabe o que é melhor para seus cidadãos: Respeito! A proteção ao direito apontado na Constituição não está sendo respeitado, visto que manifestantes que acampavam no Parque do Cocó tiveram seus bens apreendidos.

Além de levar uma boa surra.

Neste feriado do dia 15/08 os manifestantes se reuniram na Praça Portugal e marcharam até o Parque do Cocó, onde a Polícia já esperava para uma conversa amigável e interessante…  tá bom, não foi tão amigável assim.

Pena que não achei qualquer vídeo que ilustre o confronto do dia 15/08, mas você pode observar a sutileza da PM contra a população clicando aqui, aqui, aqui, aqui também, aqui, ainda aqui e, por fim, aqui também tem.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s