Descoberta de antigo Porto no Egito abriga papiros mais antigos

Ao que tudo indica, o Egito ainda tem muita coisa para ser descoberta. Fato que me deixa bastante feliz e aliviado, visto que ainda quero ser um Arqueólogo e participar de grandes descobertas naquela região.

OS PAPIROS MAIS ANTIGOS EM ANTIGO PORTO EGIPCIO

papiro-mais-antigo-em-porto-egipcioFoi descoberto no dia 11/04/2013 (uma quinta) um Complexo Portuário na costa do Mar Vermelho datado do período do grande Faraó Quéops (uo Khufu – 4ª Dinastia). De acordo com o Sr. Mohamed Ibrahin (Ministro egípcio de Antiguidades), cerca de 40 papiros contém significativas informações sobre o costume de quem viveu naquela época.

Grafite Khufu
Grafite do Faraó Khufu

O arqueólogo francês Pierre Tallet (diretor da equipe) informou que, basicamente, trata-se de informações sobre os funcionários atuantes naquele Porto, bem como funções e o trabalho propriamente dito. Alguns dos papiros são datados do tempo do reinado de Khufu.

Ainda, também foram encontrados alojamentos para os trabalhadores, cordas e instrumentos de corte, além de blocos de pedras usados para fechar (iguais a portas) com o grafite do faraó Khufu. Acredito que esteja de acordo com o padrão usado nos blocos das pirâmides de Gizé.

Sim, cada bloco é marcado com o grafite de sua Alteza, além do grafite do chefe de cada grupo.

Atualmente, os papiros encontram-se no Museu de Suez.

Khufu
Faraó Keops ou Khufu

QUEM FOI O FARAÓ QUÉOPS (KHUFU)

Na verdade, o nome Keops é uma versão “helenizada” do nome original do referido governante, Khufu.

As informações que temos sobre Khufu foram deixadas por Herodoto, considerado o Pai da História. Conforme mencionado anteriormente, Khufu seria o faraó da 4ª Dinastia, filho de Snefru, é destinada a ele a criação da maior pirâmide do Egito.

CONCLUSÃO

Para ser sincero, sou apenas um amante da cultura egípcia, portanto, não posso dar opiniões primososas ou mesmo uma luz no fim do túnel…  e essa Luz no fim do túnel pode ser um trem no sentido contrário.

O que posso apontar, com certeza, é que não há muito material para estudar sobre as primeiras dinastias egípcias. Um dos textos de apoio de egiptólogos e arqueólogos de forma geral é o Papiro Westcar, neste documento, cinco histórias ocorridas

Outra fonte de informação sobre aquela época é, sem dúvida, relatos descritos pelo Pai da História, Heródoto, que visitou o Egito e deixou muita informação, quando acabou sendo exilado. O motivo do tal exílio seria um frustrado golpe de estado.

Seja como for, há poucas informações confiáveis sobre esse período da história, este achado arqueológico certamente trará muitas novidades.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s