Tragédia em Santa Maria

tragedia-de-santa-maria-incendio-na-boate-kiss-27jan2013-b

Alguém consegue acreditar na programação da TV brasileira?!

Eu estive totalmente “offline” no ultimo final de semana. Passei 03 (três) dias sem TV, rádio ou acesso a internet, portanto, para mim, foi extremamente impactante saber dessa “novidade” quando retornei ao meio civilizado. Até o fechamento desta postagem, o número de mortos estava entre 230 e 240 e, para variar, as redes sociais esbanjam suas condolências genéricas ao trágico episódio da boate Kiss em Santa Maria (RS), apesar de ainda persistir com suas briguinhas preconceituosas contra nordestinos.

Você não precisa procurar muito para entender este assunto, principalmente se você for nordestino.

Falando em desatinos, a cobertura da tragédia por parte de nossa amável e madura TV aberta, foi uma mistura de pesadelo surreal com a já conhecida ausência do “simancol” por parte dos jornalistas. Enquanto alguns canais faziam cobertura de forma sensacionalista e, até certo ponto, chocante e infrutífera, outros canais exibiam Kung-Fu Panda.

A exposição pesada de cenas fortes na TV e críticas genéricas feitas pelos apresentadores (que querem mostrar sua indignação), mas que não oferecem qualquer coisa de construtiva sobre o assunto, além de deixar o tele-espectador totalmente desinformado sobre os fatos (algumas reportagens até confundem seus tele-espectadores, informando vagamente), são a premissa básica da comunicação televisiva em nosso país. Tudo indica que até o Secretario Geral das Nações Unidas (o Sr. Ba Kim-Moo) está sabendo mais sobre o assunto do que a maioria dos brasileiros e apresendou seus sentimentos. A própria internet não oferece muitas informações sobre o assunto, apesar de bombardear os internautas com fotos da tragédia, principalmente expondo a vida privada das vítimas.

Creio, ainda que absurdo!

Poxa, independente das críticas feitas aos donos da Kiss ou aos seguranças que impediram a saída das pessoas para escaparem da morte, pois ainda não haviam pagado pelo consumo, independente de tudo isso, sejamos um tanto maduros: Contra fatos, não há argumentos. A banda se apresentou com um show pirotecnico em local fechado, sabendo que o material usado no teto p/ isolamento acústico era de fácil combustão (isopor e papelão), ainda, os donos da boate já entraram com advogados divulgando notas informando que “a empresa encontra-se em situação regular”, mesmo sabendo que, na verdade, estavam com o alvará para funcionamento vencido desde Agosto de 2012. Para piorar o meio de campo, tem gente procurando saber do perfil dos mortos (facebook, orkut ou qualquer outro que ofereça um pouco da privacidade das pessoas), com a premissa de…. de… ah… sei lá!

Alguém me explica pra quê eu iria querer saber da vida dos outros, ainda mais nestas circunstâncias.

Aqui em Fortaleza a coisa também acabou repercutindo de forma interessante (ao menos isso), a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza (Seuma) promete intensificar a fiscalização nas boates. Eu já frequentei lugares com o alvará vencido (não apenas boates, mas academias também) e o descaso com estes estabelecimentos por parte de seus proprietários é absurda. Ainda em tempo, a charge acima é do Sr. Latuff, creio já ter comentado sobre ele, afinal, a maioria esmagadora das charges sobre atualidades do Egito que posto neste espaço virtual são dele.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s