Após dez anos, sepulturas em Serapeum (Egito) são reabertas

A imagem do Egito caiu significativamente. Os protestos durante a Primavera Árabe, os ataques e conflitos em praça pública, a própria situação civil que encontra-se caótica e, muitas vezes, parece até que o país está abandonado. Existem muitos pontos que fazem as pessoas encontrarem em seus corações, um bom motivo para manterem-se afastadas desta região do globo.

Porém, o fascínio que o Egito causa nas pessoas não cessa. Segue notícia.

TERMINADA REFORMA NO SERAPEUM



O complexo de tumbas associadas ao culto do deus boi Ápis, em Serapeum (Saqqara – Egito), foi reaberto ao turismo local . O Ministro egípcio de Antiguidades (Sr. Mohamed Ibrahim) participou e fez comentários sobre a grande solenidade, reiterando que o Egito “é um país seguro e espera milhões de visitantes para esta grande herança”.

Conforme informado acima, o Serapeum é um complexo onde residem várias tumbas. O descanso eterno para os restos dos bois coroados. O complexo foi fechado em 2002 e, somente agora, está apto para receber o povão. Localizado na margem oeste do Nilo, perto da pirâmide de Saqqara. Esteve em manutenção este tempo todo por conta de rachaduras encontradas em vários lugares do monumento, causados por uma pedreira próxima.

TIO BAZUCA, O QUE É O SERAPEUM?
Amiguinhos, o Serapeum é um complexo funerário. Pelo que sei (alguém faça a fineza de me corrigir se eu estiver errado), lá estão (ou deviam estar) todas as múmias dos bois sagrados ao culto da fertilidade egípcia.

O referido complexo tem 21 nichos (entradas em forma de túnel escavadas na caverna) e cada um contém um sarcófago de granito. Junto com a tampa (ambos de superfície incrivelmente plana, o que, teoricamente, fecharia hermeticamente o sarcófago), chega a pesar cerca de 100 toneladas cada túmulo. Ainda, suas medidas não são nada modestas: 2,28 metros de largura, 4 metros de comprimento e 3,35 metros de altura.

Claro que a construção é de uma incrível complexidade, com suas medições precisas, trabalhando com medidas, pesos e materiais dotados de uma dureza e raridade que, mesmo para nossa tecnologia, seriam considerados traumáticos para qualquer engenheiro.

Inúmeras especulações sobre Serapeum existem por aí, para variar.

E O TAL DO BOI?! QUAL ERA A DELE?
Pelo que me consta, o culto ao boi Ápis era, basicamente, um boi considerado sagrado e respeitado. Claro que não bastava ser qualquer boi, ele deveria ter um tipo de marca ou característica que o distinguisse entre os outros diante do povão. O que não isentava o bicho de esticar as canelas.

Quando isso acontecia, ele recebia  tratamentos dignos somente ao próprio faraó: Mumificação, cortejo, bandagens e passeio pelas ruas do Egito em carro aberto, além de um templo para adorá-lo.

Logo, outro boi, parecido com o anterior, era providenciado para substituição. Acontece que Ramsés II (isso mesmo, o grande) resolveu acabar com essa fanfarra com o dinheiro público. Poupando verbas reais que se esvaiam para a construção de templos destinados aos animais mortos (o que significava menos templos para Ramsés II), ele optou por criar um único complexo gigantesco para armazenar todos esses bovinos.

Pronto, resolvido o problema.

O boi Ápis, igual a muitos outros cultos religiosos do antigo Egito, sofreu alterações e até transformações significativas por conta da política.

QUEM DESCOBRIU?
O egiptólogo Francês François Auguste Mariette foi o autor da façanha. Desde criança, tinha um intelecto proeminente, Bacharelato em Letras (reza a lenda que não precisou terminar o curso), mostrava grande talento para desenhar. Seu primo, o (também) egiptólogo, pintor e explorador Nestor L’Hote (desenhista oficial de Jean-François Champollion),teve sua coleção adquirida por Auguste Mariette.

Neste momento, Mariette adquiriu o gosto pelo mundo egípcio. Este é assunto para um futuro post.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Marcio disse:

    Muito bem!! Informações sensacionais!! Parabens pelo Blog!!

    Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s