Alguns atentados contra Obras de Arte

Dizem que, de boas intenções, o Inferno está cheio. Essas devem ser as palavras mais proferidas neste momento pelos amantes de arte, mais especificamente, pinturas singulares e famosas (genericamente falando). Creio que não é mais segredo para ninguém que o mundo das artes está repleto de falsificações que, de tão perfeitas, detectá-las demanda não apenas um rico e primoroso conhecimento de detalhes dos originais e de seus criadores, mas, ainda, tudo isso aliado ao alto poder da tecnologia.

Falsificações autênticas, eu chamo.

Hoje nosso post versa de forma diferente. Aproveitando a problemática ocorrida com o Ecce Homo de Elias Garcia Martinez, falaremos sobre obras de apreciação mundial que sofreram (ou sofrerão) algum tipo de intervenção intrusiva. Seja como for, fica aí o post.

A RONDA NOTURNA – REMBRANDT

O quadro O referido quadro, pintado pelo holandês Rembrandt (entre 1640 e 1642) faz parte de uma exposição permanente no museu Rijksmuseum, em Amsterdã. Exatamente no ano de 1975 (13 de janeiro), este quadro sofreu um ataque feito por cortes em ziguezague, o autor (apontado como um homem com problemas mentais) usava uma faca. A tela foi restaurada com sucesso, embora ainda possa apreciar-se o rastro deste atentado.

Novamente, dez anos depois, um visitante do referido museu atirou ácido na pintura. Desta vez, o ataque foi frustrado pelos policiais do lugar e o ácido atirado, atingiu apenas o verniz.

Você pode acabar surpreso. Até o final deste post, ficará difícil entender como tantas pessoas com ideais de vandalismo ou com problemas mentais conseguem acesso livre ao expoente artístico. Vai entender.

MULHER NUA EM FRENTE AO JARDIM – PICASSO

Este quadro de Pablo Picasso (não encontrei muitas referências ao evento na internet) sofreu um verdadeiro ato de vandalismo no ano de 1999, quando fazia parte do acervo do Museu de Arte Moderna Stedelijk, localizado em Amsterdã, Holanda.

Um homem, reza a lenda, com problemas mentais, foi até o referido museu e fez um buraco no meio da pintura usando uma faca. O quadro está avaliado em 5 milhões de dólares. O vândalo foi preso e levado de volta à clínica psiquiátrica, de onde havia recebido alta.

Achei este site com um verso super ilustrativo sobre o evento, curte aí.

INSTALAÇÕES DE JORGE PARDO NA 26ª BIENAL DE SÃO PAULO

VANDALIZADAS INSTALAÇÕES DE JORGE PARDO NA 26ª BIENAL DE SÃO PAULOVale ressaltar que, aqui, estamos falando Arte, não apenas Pinturas. Caso tenha dado a entender que falaríamos apenas de pinturas, ampliemos nossos horizontes.

Quando da abertura da 26ª Bienal Internacional de São Paulo26ª Bienal Internacional de São Paulo (2004), uma das obras apresentadas (uma instalação feita de madeira compensada ilustrando uma cabana ou algo assim), de autoria de Jorge Pardo (cubano radicado nos EUA), foi pichada com um NÃO em letras garrafais. Tal evento atrapalhou a abertura da bienal e o responsável não foi localizado.

DAVID – MICHELANGELO

27david27_by_michelangelo_jbu0001
imagem retirada do Wikipédia: https://pt.wikipedia.org/wiki/David_(Michelangelo)

David (uma representação meio “grega” do mítico rei bíblico) é uma obra do artista renascentista Michelangelo. iniciou sua história como um simples bloco inexpressivo abandonado na catedral de Santa Maria del Fiore. Muitos artistas de sua época recusaram-se a utilizar o bloco, porém, em 1501, Michelangelo topou a parada e, três anos depois, surgiu com uma das obras mais lindas de nossa história.

A Escultura tem cerca de cinco metros de altura.

Recentemente, ao completar 500 anos, David foi alvo de uma certa polêmica ao passar por um processo de restauração, onde os restauradores não concordavam com o método que seria utilizado, fato que ocasionou certo desgaste entre a comunidade.

Em 1988, conta-se, um artista atacou as pernas da estátua com um martelo, danificando-a. Achei este mesmo evento, porém, este ataque teria ocorrido contra outra estátua, no caso, Moisés.

AS THERE IS NOTHING FROM THE FIRST, WHERE DOES THE DUST COLLECT ITSELF?! – XU BING

Xu Bing 03Xu Bing é um desses artistas que usam USAM DE TUDO PRA FAZER ARTE. Exposições dele tomam por completo qualquer lugar onde ela se proponha fixar campo.

Muitas de suas exposições são famosas e incrivelmente belas (um “tapede de pele de Tigre” feito com quinhentos mil cigarros e a obra Book from the Sky que versa sobre a transformação da caligrafia chinesa).

Entre seus mais diversos Trabalhos, apresenta-se aquela que intitula este ponto do post. Trata-se de arte usando areia tirada dos restos do World Trade Center, as famosas “Torres Gêmeas” atacadas no dia 11 de setembro de 2001.

Xu Bing 02

Reza a lenda que, durante uma de suas exposições, crianças acabaram pisoteando sua obra de arte sem querer.

Não achei qualquer coisa a respeito disso na internet, apenas boato.

NUS DIANTE DO ESPELHO – ROY LICHTENSTEIN

Para quem não sabe, Roy Lichtenstein foi um artista estadunidense reconhecido no mundo chamado de Pop-Art, movimento artístico de 1950 (Inglaterra), mas consagrado mesmo em 1960 lá nos Estados Unidos. A ideia era retratar estereótipos dos quadrinhos e afins, tanto que seus primeiros quadros eram de Mikey Mouse.

Pois bem, o referido artista quase perdeu uma de suas obras (Nude in the Mirror no original). A ameaça partiu de uma mulher com cerca de 35 anos que atentou contra o quadro usando um canivete.

Nudes in Mirror

Interessante como a maioria das pessoas que vão a exposições artísticas tem aquela reação de pseudo-intelectual (mão no queixo, olhar distante e um característico “huuuumm”) ,mas há quem manifeste reações intrigantes, como se agarrar a um canivete (ou qualquer outro objeto cortante genérico disponível) e fatiar o trabalho alheio.

 

Nada mais a dizer sobre este trágico evento envolvendo uma obra de arte baseada em quadrinhos e uma mulher de meia idade, a não ser que a tia foi detida e o Quadro passa bem.

LE PONT D´ARGENTEUIL – MONET

Pra quem não sabe, Oscar-Claude Monet  (ou só Monet, para os íntimos) foi um pintor francês (nascido em 1840 em París) e o mais célebre entre os pintores impressionistas. Na verdade, o termo Impressionismo foi derivado de um de seus quadros, o Impression, soleil levant.

Não pretendo me prender muito ao assunto, pois não sou profundo conhecedor. Mas eu to, realmente, querendo discutir sobre um caso ocorrido com um quadro chamado “Le Pont d’Argenteuil”.

“Le Pont d’Argenteuil”

Acontece que em 2007, cinco pessoas (quatro homens e uma mulher) entraram no Musée d’Orsay (maior acervo impressionista conhecido) logo após uma bebedeira durante um jogo de Rugby, urinaram, vandalizaram e, acredite, deram um soco em “Le Pont d’Argenteuil”, causando tremendo rombo no quadro de Monet.

shiryuvsseiya

Sim, os caras deram um supapo no quadro.

Pelo menos não passaram a faca na tela.

CONCLUSÃO DA POSTAGEM SOBRE ATENTADOS CONTRA OBRAS DE ARTE

Bom, essas foram as obras que consegui discutir e ficou uma postagem bastante extensa, por sinal. Quem sabe, com o decorrer do Blog e se tivermos muitos comentários apontando outros casos, posso fazer uma Parte 02.

Qualquer coisa, comentem aí em baixo.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s