Google homenageia o Mundo da aviação

Esses dias a gigante da internet, o Google, prestou homenagem ao trabalho de dois grandes ícones da aviação. Sendo um bom brasileiro, creio mesmo no pioneirismo de Alberto Santos Dumont e este é um dos homenageados, lembrando que se aproxima o dia do aviador, mês que promete muitos artigos e referências aos eventos do mundo antigo, principalmente ao antigo Egito.

Não consegue imaginar?! Então aguarde e confie.

ALBERTO SANTOS DUMONT
Dificil de acreditar, porém, sempre existe alguém que precisa refrescar a memória. Alberto Santos Dumont ficou famoso não apenas por ser o inventor do avião (apesar do que se acredita a respeito dos irmãos Wright), mas também por inventar o dirigível e o ultraleve. Dia 20/07 faz aniversário (139 anos) e seu invento mais famoso foi o 14 Bis.

A história de vida de Santos Dumont é bastante extensa, também existem as contradições como o caso de que Santos Dumont teria tirado a própria vida em 1932 quando viu o avião usado como armamento militar. Sua saúde, antes de sua morte, já era bastante debilitada, o suicídio não cabe corretamente neste contexto, visto que não deixou qualquer carta. Também ocorrem mistérios envolvendo sua morte, como o caso de que o médico Walther Haberfield que teria “roubado” o coração de Santos Dumont.

AMÉLIA EARHAT
Nascida no Kansas no dia 24 de julho de 1897, hoje completaria 115 anos, esta bela mulher era uma grante entusiasta da emancipação feminina e esforçou-se bastante para consagrar-se naquilo que realmente amava fazer: Voar.

No dia 20 de maio de 1932, durante um voo enfrentando ventos fortes por quase 15 horas, sobre o Oceano Atlântico, feito que lhe rendeu o chamado The Distinguished Flying Cross. Sua história de vida é alvo de muitos trabalhos, livros e artigos e seu desaparecimento durante uma tentativa de dar a volta ao mundo em 1937 também é alvo de muitas especulações e releituras para todos os gostos.

Amélia e Fred Noonam, aviador famoso em sua época por criar rotas aéreas, tentaram por três vezes protagonizar uma volta ao mundo que iniciou no dia 2 de junho de 1937. Acostumado a criar rotas, Noonan propõs uma rota de Hawaii à Ilha Howland, uma das partes mais difíceis do trajeto; Harry Manning (escolhido como seu navegador) continuaria com Earhart até à Austrália e ela continuaria sozinha até o final, porém, oficialmente, nunca completou sua empreitada e foi declarada morta junto de Fred Noonan no dia 05 de Janeiro de 1939. Inúmeras buscas ocorreram e ainda hoje, sua morte é alvo de opiniões controvérsias.

Atualmente, a imagem de Amélia Earhart e seu desaparecimento, conforme apontado anteriormente, foi alvo de várias releituras e abordagens de gostos diversos. Rick Riordan, em sua franquia de livros Percy Jackson, aponta que Amélia Earhart também seria uma semi deusa. O seriado Star Trek: Voyager também trata de forma fantástica o assunto. O voo de Amélia teria sido abduzido e todos colocados em um modo de “hibernação” para acordar muito tempo depois. O filme “Uma noite no museu 2” também mostra a aviadora.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s