Mês do 11/09 – Divagações

Procurando sobre o que escrever sobre o aniversário do evento terrorista mais famoso de todos os tempos (no que diz respeito ao orgulho ferido americano), vaguei pela internet tal e qual uma nave espacial sem combustível. Nada parecia colaborar para o assunto, visto que todos parecem evitar o tema… até receber uma luz sobre algo para compartilhar com os leitores deste espaço virtual.

Neste caso, a luz no fim do túnel não era um trem no sentido contrário.

O blog do Marcelo Tas faz uma rápida colocação que lhe marcou durante a fatídica manhã de 11/09. Nosso querido Telekid relata um dia diferente na vida do radialista Howard Stern. Para quem não sabe, este cara tem um programade rádio tipo “Pânico” onde, aliado a outros humoristas do mesmo calibre, expõe seu ponto de vista pejorativo e faz piadas que, de tão nocivas e intrusivas aos que escutam, seriam até sexualmente transmissíveis… enfim, a temática do programa é esculhambar tudo durante o tempo que está no ar.

Durante o ataque contra as finadas torres gêmeas, Howard faz troça em seu programa de humor sem noção. Quando finalmente percebe o ataque terrorista, as piadas sacabam dando lugar a risadas frustradas e, logo depois, a seriedade toma conta do ambiente. Acredito que todos os tele-espectadores ficaram horrorizados com a situação (inclusive eu). Dar tempo ao tempo, para este caso, não ajudou muito, visto que as informações que chegavam só serviam para desenhar um cenário monstruoso arquitetado friamente para não falhar em nenhum momento. Traçaram um objetivo, criaram rotas de fuga e métodos para alcançar seus ideáis. O presidente dos Estados Unidos acabou apontando um rosto para uma figura que seria, mais adiane na história, seria associada a toda e qualquer forma de causar terror. A estação de caça aos terroristas é aberta, o terrorista Osama Bin Laden é morto em uma operação (no mínimo) questionável e o mundo comemora, pois agora o mundo é um lugar mais seguro, graças aos Estados Unidos da América, que também acabou recuperando sua honra no processo de limpeza do planeta.

Então me aparece Zeitgeist.

Para quem não sabe, Zeitgeist é um documentário que apresenta temas interessantes de forma polêmica (uma fórmula pouco utilizada atualmente). Pelo que sei, o documentário está em qualquer site de reserva de vídeos online (leia Youtube e Google vídeo) e também distribuído via BitTorrent para todo o planeta usando a internet. Esse cidadão é conhecido por fazer uso da mídia para criar filmes chamados “não comerciais” e que visam criticar a atual situação de nossa sociedade, conflitando fatos reais com o imaginário coletivo.

Filmes que fazem pensar.

Zeitgeist saiu na internet pouco tempo depois dos atentados contra o World Trade Center e já saiu uma continuação em 2008. O documentário (o primeiro) é dividido em três partes, mas apenas a segunda é interessante no que diz respeito ao 11/09. A questão é que o documentário aponta uma possível sabotagem ao símbolo econômico americano ao invés de um atentado terrorista.

O narrador se baseia em uma análise dos escombros das finadas torres gêmeas para alegar uma sabotagem, conflitando as informações com explosões controladas para derrubar grandes imóveis, a semelhança entre o alicerce de um edifício explodido com segurança e os alicerces do Word Trade Center, bem como a maneira em que ele ruiu.

Aqui o documentário desconsidera totalmente a questão do “Efeito Panqueca”. Para quem não sabe, o efeito panqueca consiste no enfraquecimento da estrutura de um determinado ponto do edifício, a sua eventual ruína ocorreria por conta do peso dos andares de cima sobre o andar desestruturado. Muitos acreditam que, caso fosse assim, um edifício como o World Trade Center demoraria mais de um minuto para vir abaixo. Já ouvi falar que as torres foram, de fato, derrubadas, visando evitar uma queda por cima dos outros edifícios, mas vai lá saber.

As outras partes falam de religiosidade (particularmente há fatos relatados que eu não concordo, como o fato de ele mencionar um Hórus crucificado) e um possível “bug” na economia americana. Interessante comentar sobre este assunto agora, pois a economia do Tio San vive algo muito parecido com o que é exposto na obra de Peter Joseph. O filme conta com milhares de visitas online até agora e os documentários são sucesso de público e crítica.

O documentário Zeitgeist tem o selo de aprovação do Bazuca.

Antes de sair por aí acessando as mídias virtuais para ver Zeitgeist, aviso logo que trata-se de um documentário ativista ápolítico e que deve ser degustado de tempo em tempo, ideias apresentadas de forma a criar um movimento social desenfreado pelas bandas de lá. O terror causado pelo ataque engendrado pelo Obama Bin Laden atingiu o coração da economia americana e mudou suas vidas para sempre.

Recentemente encontrei no Youtube uma série de vídeos sobre eventos ocorridos durante o ataque contra as finadas torres gêmeas.StoryCorps são vídeos de desenhos animados, possivelmente conta com a narrativa de pessoas que viveram com bombeiros, policiais e outros que morreram durante o 11/09. Por hora fico por aqui, falarei mais sobre StoryCorps na próxima.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s