A Morte


Nosso atual conceito da morte não veio do nadas, foi pensado por várias civilizações. Basicamente, temos uma filtragem de várias teorias ou tradições adquiridas com o passar do tempo. Cada povo tinha sua própria visão do “morrer”, ora a morte era algo totalmente alheio aos vivos, ora havia a possibilidade de troca de informações entre as partes separadas pelo véu sombrio entre um mundo e outro. Lembrando do caso do oráculo e o rei Saul, era um processo apenas consultivo, ou seja, qualquer possibilidade de negociação entre vivos e mortos era impossível. Quando sua hora chegar, já era.

Não há barganha entre o lobo e o cordeiro.

Os egipcios também mantinham seus próprios conceitos e tratativas sobre a morte. O processo de mumificação durava cerca de setenta dias, antes disso, os servos de Anubis (deus do mundo dos mortos) colocavam amuletos com encantamentos e orações poderosas, além do papiro conhecido como “livro dos mortos”. Basicamente, o livro dos mortos é um guia turístico do além, indicando rotas, além de quem ele deveria encontrar e de como comportar-se diante dos quarenta e dois deuses que estariam esperando para julgá-lo em vida. Outras culturas, como a hindu e a grega, cremavam seus mortos.

Nossa sociedade trata a morte de maneira pouco diferente dos povos da antiguidade. Ainda há comoção coletiva, porém, muitas vezes a morte não recebe o tratamento devido. Algo que percebo é a falência de alguns procedimentos característicos do luto como vestir preto (o arauto silencioso da sua condição espiritual com relação ao companheiro ausente), além da missas de sétimo dia.

Essa semana vi uma missa de sétimo dia ser transferida para o quinto dia, para coincidir com a sexta.

Engraçado ver como alguns encontram na morte uma boa piada. Em outubro de 2010, Rodrigo Faro foi alvo desse tipo de brincadeira e dado como morto nas redes sociais. O pior é que muita gente acreditou e saiu prestando homenagens ou festejando. Outras celebridades (conhecidas ou não) do Brasil também já foram relatadas como mortas em acidentes trágicos como foi o caso do humorista  e quase deputado estadual Sérgio Mallandro e Sérgio Peixoto, o cara que difundiu os animes no Brasil.

Muitos o odeiam por isso e por suas críticas ao rumo que as coisas tomaram, vai entender.

Falando nisso, José Alencar também foi alvo desse tipo de brincadeira (que está tão em moda quanto assaltar um velório). Atualmente, o ex-vice presidente recebeu uma homenagem por ser.Submeteu-se a intervenções cirurgicas por conta de tumores e hemorragias, lutou bravamente contra a morte e está aí fazendo piadas e mostrando seu valor. Particularmente eu acho esse velhinho incrível, não apenas pelos seus serviços prestados, mas como ele luta para não morrer, ao contrário de outros que acreditam em uma religião distorcida e destrutiva, preferem amarrar um cinturão de bombas e explodir o próprio corpo visando matar quantos inocentes forem preciso.

O atentado ao aeroporto de Moscou ocorrido no início deste ano (2011) matou trinta e cinco pessoas (entre elas, oito estrangeiros). Conflitos entre as forças armadas russas e os rebeldes do Calcaso do norte não é de hoje, em agosto de 2010 houve tiroteio no prédio de cinco andares da capital da república de Kabardino-Balkaria, no Cáucaso do Norte, terminando na morte de vários guerrilheiros islâmicos. Lembrando que ano passado, houve outro atentado em Moscou xplosão nas estações de Lubyanka e Park Kultury, matando trinta e nove pessoas. Os peritos que trabalham no caso acreditam que trata-se de um atentado de autoria de rebeldes do Cáucaso do Norte, visto que seria uma mulher-bomba e um cumplice, ainda, a hipótese de uma explosão acidental não foi descartada.

A morte é algo complicado. Pode ter certeza de que já gastei muito da minha massa cinzenta pensando sobre o assunto, sem obter qualquer fruto ou conceito postivo. Claro que todos sabem que um dia terão que encontrar-se face a face com o irremediável para prestar contas com o além, porém, ninguém quer morrer ou mesmo aceitar a partida. Fica esquisito tentar pensar sobre o assunto, dizem por aí que o sábio não medita na morte, mas como escapar dela. Acredito mesmo que o sábio pode (e deve) pensar na morte, escapar dela é uma tremenda tentativa de tornar-se ocupado aos olhos dos outros, já que não temos como escapar de algo assim.

Isso aqui não é Hollywood.

Já que estamos falando de morte, não poderia finalizar este artigo (que já está mais do que extenso, visto minha pouca vontade de falar sobre o assunto) sem falar do famoso salmo 23 (ou 22, caso verificado pela Septuaginta), edificante oração que remonta ao tempo do famoso rei Davi, quando se depara na noite em um oasis repeto de inimigos. Neste momento aflitivo, ele roga providência divina com esta oração tão nobre e poderosa. Davi era o mais novo dos irmãos, foi escolhido pelo grande profeta Samuel, instruido diretamente pelo espírito santo quando da escolha do novo rei (que deveria ser grande de espírito e não de corpo). Segue texto retirado do site wikipédia, texto que dedico em forma de oração ao meu avô que faleceu recentemente.

Avô, qualquer coisa, a gente passeia de aerobus.

Versão 1

  • O Senhor é o meu pastor, nada me faltará.
  • Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
  • Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
  • Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
  • Preparas uma mesa perante a mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
  • Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias .

 Versão 2

  • O Senhor é meu pastor: nada me falta.
  • Leva-me a descansar em verdes prados, conduz-me às águas refrescantes e reconforta a minha alma.
  • Ele me guia por sendas direitas por amor do seu nome.
  • Ainda que tenha de andar por vales tenebrosos, nada temerei, porque Vós estais comigo:
  • O Vosso cajado e o vosso báculo me enchem de confiança.
  • Para mim preparais a mesa à vista dos meus adversários;
  • Com óleo me perfumais a cabeça, e o meu cálice transborda.
  • A bondade e a graça hão-de acompanhar-me todos os dias da minha vida,
  • E habitarei na casa do Senhor para todo o sempre.

Liturgia judaica

Salmo de David. O Eterno é meu pastor e nada me faltará. Far-me-á repousar em pastos verdejantes e me conduzirá por um lugar de plácidas águas. Minha alma será restaurada; guiar-me-á nas veredas da justiça por amor de Seu Nome. Se tiver que seguir pelo sombrio vale da morte, não recearei nenhum mal, porque Tu estarás comigo. Teu apoio depois do Teu castigo ser-me-ão por consolo. Diante de mim preparará uma mesa de delíciasna frente dos meus inimigos. Ungiste com óleo de unção a minha cabeça e o meu cálice transborda de fartura. Unicamente a felicidade e a misericórdia me seguirão durante a minha vida. E o meu habitar será por longos dias na mansão do Eterno.

Transliterado

Hebraico Transliterado

מזמור לדוד יי רעי לא אחסר: בנאות דשא

Mizmor ledavid, Adonai roi lo ejsar. Binot deshê

ירביצני על מי מנחות ינהלני: נפשי ישובב ינחני

iarbitseni, al-mê menujot ienahaleni. Nafshí ieshovev ianjeni

במעגלי צדק למען שמו: גם כי אלך בגיא צלמות

bema´guelê tsedec lema´an shemô, gam qui elêj begue tsalmavet

לא אירא רע כי אתה עמדי, שבטך ומשענתך המה

lo-irá rá´qui atá imadi, shivtêja umishiantêja hemá

ינחמוני: תערך לפני שלחן נגד צוררי, דשנת בשמן

ienajamuni. Taarôj lefanai shuljan negued tsorerai, dishanta vashemen

ראשי כוסי רויה: אך טוב וחסד ירדפוני כל ימי

roshi coci revaiá. aj tov vajesed irdefuni col iemê

חיי, ושבתי בבית יי לארך ימים:

jaiai, veshavti bevêt Adonay leorej iamim.
Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s