Brincando de Egito

Eu estou tão afastado de minha “Causa” neste blog.

Diante do abandono da Causa, pessoas eram assassinadas no reino de Alexandre Magno, como foi o caso do general Parmenion, o pai de Filotas. Devo me dedicar mais ao Egito, pois acho que estou amolecendo neste blog.

O Antigo Egito sempre causou fascinação na cabeça de muita gente (principalmente na minha), até existe uma vertente da Arqueologia voltada somente para o Egito – A Egiptologia. O Antigo Egito parece projetar um novo Mundo (quase alienigena) na mentalidade de todos: Sejam adultos, crianças, profissionais da Arqueologia ou simpatizantes (Ui!) ou todos os outros… E nunca é chato demais para conversar sobre a Terra do Hórus Vivo.

Talves se você não goste desse assunto por se achar superior a mais de quatro mil anos de cultura…

…enfim…

…hoje falaremos de um assunto que também nunca é nem cansativo e, aliás, para mim, só há uma coisa melhro do que falar de Egito: Brinquedos!

Barbie versão Cleópatra

Eu sou um Adulto bastante “padrão”: Tenho minha fonte de renda (não é das melhores) e sei o quanto eu peno pra ganhar meu rico dinheirinho,  portanto, gasto da maneira que me for conveniente.

Por isso não tenho coragem de deixar um Brinquedo legal sozinho na prateleira, eu levo mesmo! Principalmente se tiver a temática “Egito”.

Aqui e acolá resolvo mimar um pouco a Criança que vive em Mim e compro algo para mim referente ao assunto. Conforme já exposto, acredito que só existe algo melhor do que o Antigo Egito e Brinquedos: Brinquedos sobre o antigo Egito.

Vagando pela internet, encontrei reportagens sobre exposições de bonecas Matel que acompanham as mudanças da sociedade dando foco ao estilismo e moda, referenciando-se com bonecas da Barbie. A exposição “Barbie na Moda – Do Egito ao Século XXI” propõe uma viagem por 18 períodos da Civilização, apresentando suas diversas modificações através da Moda.

Sim, Barbie também é História!

As bonecas Barbie que representam a moda no antigo Egito são incrivelmente bem feitas. O destaque é para a boneca que é uma replica da atriz Elizabeth Taylor que imortalizou Cleopatra. A boneca traz inúmeros detalhes e não seria a ultima proeza da Matel. Pelo que constatei, são cerca de 101 bonecas tiradas da coleção de Carlos Keffer e tem boneca de todo o jeito lá.

E antes que alguém diga “Ah, cadê, esse blogueiro FDP não é tãããão machista, agora vem falando de buneca e Mulher…”, informo que o Ken também está na exposição.

Claro, ele é quase imperceptível (tanto na exposição quanto na história da Barbie), mas é pra isso que ele existe.

Durante o auge do reino no antigo Egito, já havia a tradição de brincar e fazer miniaturas para entreter os pimpolhos egipcios, já foram catalocagos inúmeros animais e instrumentos do cotidiano, porém, não era apenas de brincar e sorrir que vivia o pequeno egipcio.

Veja que os brinquedos no Egito não eram apenas para brincar, grandes Faraós e seus sacerdotes levavam seus brinquedos de criança para o além, muitas vezes os sacerdotes também eram mortos e levados aos túmulos dos faraós para servi-los no pós-vida.

Visando evitar a morte de todos os sacerdotes toda vez que um faraó é destronado/assassinado/morto/toma chá de sumisso, os sacerdotes criaram um tipo de estatueta que servia para trabalhar para o faraó no além. Estas estatuetas foram confundidas com brinquedos em um primeiro contato. Surgindo o interesse, basta apenas procurar rapidamente sobre o assunto na internet.

Bom, hoje foi apenas uma “rapidinha”. Próximo artigo espero trazer mais coisas e mais detalhes, claro, se o tempo permitir.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s