Descoberta – Encontrado exército de Cambises II

Soldados e escudos prontos pra esgulepar todo o mundo antigo. Qual sua profissão? AHUUU!!

Alguém já reparou que eu não tenho um mínimo de coerência neste blog?

Eu começei a postar este rascunho em meio ao feriado comercial mais esperado do ano, nosso estimado natal, pesquisei bastante e agora ele está pronto para seu consumo e deleite. Nem curti meu natal de uma forma interessante, enquanto vocês pensaram em pinheirinhos assassinados, pendurados em suas salas para enfeita-los com quinquilharias baratas da forma mais humilhante possível (até mesmo para uma planta), eu estava pesquisando sobre o passado mítico de uma geração, me esforçando para que você, que está lendo estas linhas, esteja mais inteirado das novidades do mundo antigo. Eu sei, sou um cara bacana, obrigado.

O post de hoje, conforme prometido, será versado sobre a descoberta do exército do grande rei Cambises II que foi encontrado (parte) em uma região do Saara, este feito incrível se deve a 02 arqueólogos italianos que já ganharam a mídia e o mundo com outras descobertas.

Tentarei resumir essa ópera pra facilitar a vida do povão que não está por dentro do ocorrido e, apesar de se tratar de arqueologia e tem ligação com o Egito de alguma forma, será que nosso querid Dr. Zahi Hawass deu as caras para atravancar o progresso desta descoberta?.

Ficou curioso? Então senta que lá vem a história… é o novo!

Cambises II foi o rei persa que conseguiu perder 50.000 soldados armados no momento em que mais precisava deles...

Cambises II era filho de Ciro II (O grande), com efeito, Ciro II era o governante que todos gostariam de ter: benevolente, astuto, articulado e terrivelmente comprometido com sua política. Saindo pela tangente, Cambises era um homem agressivo e dado a ataques temperamentais (próximo de um Theo Beker da antiguidade, porém, suas atitudes não se resumiam a uma maldita fazenda que abriga celebridades fora de foco ou desgastadas pela falta de talento ou de interesse da mídia/público), tornou-se o soberano do império persa após a morte de seu pai, que foi assassinado em batalha (tema para outro post). Enfatizando, Cambises era um tirano que se caracterizava por suas resoluções nada diplomáticas, expansionismo militar, um governo marcado pela violência no sentido mais literal da palavra. Só para vocês terem uma breve idéia do que este louco era capaz, casou-se com suas 2 irmãs e garantiu a linhagem apropriada para o reino.

Você deve estar imaginando que apenas cachorros pegavam suas irmãs para fazer safadeza mas o cara é produto do meio, era costume da época. Talves não com duas mas…  Pois bem, conforme a história contada por Heródoto, Cambises II não passasva o dia apenas batendo nas irmãs grávidas, esmurrando criados ou pilhando cidades, um belo dia ele pegou um abacaxi deixado por Ciro II (O grande) , o indivíduo pretendia sitiar o Egito, começando por Mênfis, seus problemas começaram ai pois encontraria uma grande resistência por parte do homem que se encontrava ao trono de Mênfis: Amásis.

Amásis era homem do povo (dizem que era grego), governou com a ajuda de seus homens, eleito, governaria o Egito como legítimo faraó. Ele enfrentaria Cambises II obsecado por uma expansão territorial, provaria que o Egito ainda era a supremacia no mundo, certo?

Errado!Amásis morreu antes de peitar Cambises II, deixou o problema na mão de seu filho, o calouro Psamético III, apesar de não ter tempo para se aprimorar na arte de governar nem experiência em batalhas (diferente de Cambises II que já governava a Babilônia quando da morte de Ciro II), se defendeu muito bem e prolongou a batalha até Mênfis, onde foi derrotado. Após a conquista, o exército persa rumou para a Etiópia, Núbia, Copacabana… ou pelo menos tentou ,os caras entraram na esquina errada, passou mais (ou menos) dunas do que o esperado… bom, não se sabe ao certo, o que se sabe é que o governante persa ficou limitado a Etiópia e o exército de 50.000 soldados situados no Egito acabou virando fumaça.

Bom, este foi um “resumo” dos acontecimentos… bem que eu tentei.

Aqui serei bem sincero: Eu adoro o tema, porém, não sou um arqueólogo/egiptólogo de mão cheia, pesquisei em muuuuuuitos sites sobre o cara e as informações são bastante desencontradas. Muitos o chamam de Amásis e outros o chamam de Ahmoses. Entendo que, quando um egipcio sobe ao trono, detém outro nome mas o problema está justamente no nome Ahmoses, já que este é o nome de um faraó de 1.550 a.C. e que seu hieróglifo é muito diferente do correspondente ao Amásis.

O site “Templo de Apolo” (que é um excelente site, diga-se de passagem) dá um resuminho da vida dos governantes do Egito e de outras nações, ainda, mostra hieróglifos correspondentes a cada faraó. Aqui você pode conferir um resumo sobre Ahmosis e clicando aqui, saberá sobre Amásis.

Este é Alrfedo Castiglioni dando entrevista para o programa DiscoveryNews - Achei uma foto de olhos fechados só pra descontrair

Agora seguindo pela descoberta, os irmãos (gêmeos) Angelo e Alfredo Castiogli pesquisaram durante  13 anos e viajaram muito para concluir esta pesquisa. Após encontrar formações naturais que eram usadas para a proteção durante uma tempestade de areia, os pesquisadores começaram a procurar pelas redondezas usando um guia egipcio e detectores de metais, assim, encontraram de tudo que você possa imaginar: panelas, pontas de flecha, brincos, contas (de colar, não a de luz, telefone, IPVA e outras que estamos acostumados), um punhal de bronze, etc, etc…

A descoberta, sem sombra de dúvidas, se revela grandiosa e muito impactante (já que expõe de alguma forma a possibilidade de Herodoto haver realmente existido), porém, sempre tem alguém para corta o barato dos outros, adivinha quem é que apareceu e jogou areia nos sonhos dos pesquisadores?

Dr. Zahi tentando monopolizar mais um achado... que coisa feia.

Justamente, Dr. Zahi Hawass. O diretor geral do corpo de arqueologia, pra muitos ele é o maior vilão dos arqueólogos, sempre de plantão e muito influente, na minha humilde opinião, um homem trabalhador que está fazendo o seu trabalho com o livro de regras debaixo do braço. Dessa vez, a bronca foi pelo fato dos super gêmeos escavarem áreas restritas sem permissão. Algo pouco questionável, eu não iria querer gente escavando buracos na minha propriedade, afinal, dois gêmeos armados de um guia local, pás e detectores de metais no meio da areia quente, com certeza não querem boa coisa.

A questão acrescenta mais um ponto negativo na lista de Dr. Zahi e ele acrescenta mais 2 inimigos declarados ,quem acompanha a vida deste filho de agricultores já deve estar familiarizado com as polêmicas que teimam em seguir nosso Indiana Jones do Egito, li num blog uma critica sobre Dr. Zahi que creio todos deveriam ler, para se inteirar do que ocorre aqui. A verdade é que estamos diante de um achado gritante, porém, novamente aparece o véio chato para impor seu reinado exclusivista. Ao menos ele poderia dar algum crédito para a pesquisa dos gêmeos. Agora pare e reflita sobre este ocorrido. Isso mesmo, pare um pedaço, isto é um passo adicional na jornada para provar que Herodoto realmente existiu. Este é um evento gigantesco,  no ultimo post,  Heródoto perdeu uns pontinhos ao informar que os construtores das pirâmides eram escravos mas… agora ele acertou na mosca.  Não apenas ele mas toda a cultura egípcia no tocante ao assunto, fique você sabendo que era crênça popular da época contar que os tais 50.000 soldados foram literalmente engolidos pelas areias do Egito.

Há um blog que faz um rápido artigo sobre um livro bacana que trata do assunto, para se ter uma idéia de como esta descoberta abala as estruturas de todos os lados, esta publicação (relativamente recente) apenas especula sobre a história, hoje, já sabemos o que houve com o exército. Os gêmeos pesquisadores já são conhecidos por descobertas inusitadas no meio arqueológico, procurem sobre o assunto e verão, isto ainda vai dar o que falar.

Até onde sei, a briga permanece, é o jeito acompanhar cenas dos próximos capitulos. Espero que Zahi pondere bastante e seja mais solidário ,a cultura agradeçe.

Anúncios

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s