Descoberta – Pirâmides não foram construídas por escravos

Outro Artigo sobre o Egito Antigo.

Entendam que, por mais que ocorram inovações tecnológicas, por mais planetas, cometas, asteroides, meteoroides e Big Brothers que possam aparecer por aí (e aparecem), nada atrai mais a atenção de povão do que os mistérios de uma antiga civilização, sendo assim, vem chegando notícias do Egito e seu povo, seus costumes, suas crenças, História e Cultura em geral…

… Ou o que pensamos saber sobre o assunto.

Entendam que, por mais que ocorram inovações tecnológicas, por mais planetas, cometas, asteroides, meteoroides e Big Brothers que possam aparecer por aí (e aparecem), nada atrai mais a atenção de povão do que os mistérios de uma antiga civilização, sendo assim, vem chegando notícias do Egito e seu povo, seus costumes, suas crenças, História e Cultura em geral…

… Ou o que pensamos saber sobre o assunto.

Novas descobertas apontam que as pirâmides do Egito (Queops, Kefren e Miquerinos) não foram erguidas por meros escravos como acreditava Heródoto, foram construídas por membros de famílias nobres vindas do Delta do Nilo. Herodoto, por algum motivo, catalogou que se tratavam de escravos… muitos sites estão noticiando este grande evento apontando que o erro de acreditarmos que se tratavam de escravos por culpa da mídia (filmes, livros, os Simpsons e por aí vai).

Sim, há muito de ser desconstruído no nosso entendimento de História e nem preciso ir até o Egito de milênios atrás, a própria história do Brasil é algo que está sendo revisado.

Um dos vários tuneis
Um dos vários poços descobertos

O Dr. Zahi toma como base a cultura egípcia para acreditar que os indivíduos eram cidadãos livres, porém, pobres e pais de família pois era um privilégio enorme ser enterrado próximo da grande pirâmide. Ainda assim, receberiam salário, descanso e escalas alternadas com outros trabalhadores (estimativas atuais calculam cerca de 10 mil e não os 100 mil de Herodoto).

Uma descoberta deste calibre, derruba inúmeras crenças, entenda que agora existe um sem números de coleções literárias que serão (ou deverão ser) corrigidas para sanar este equívoco, as pesquisas seguem desde 1990 (ano das primeiras descobertas), ainda não se tinha muita certeza do que se tratava.

A Equipe dirigita pelo Sr. Hawas (entre arqueólogos, egiptólogos, tradutores e desbravadores de modo geral) demorou quase 20 anos para formalizar a descoberta de uma série de poços (quase 3 metros de profundidade) onde contém 01 dúzia de ossadas e próximas de jarros onde continham cerveja e pão.

Creio que já dava pra perceber que eles tinham esbarrado em algo grande mas GRANDE MESMO!

Jarros com especiarias dos trabalhadores, encontrados no fundo dos poços

Ainda sobre as tais ossadas, estudiosos afirmam que, apesar de não serem escravos, os trabalhadores não tinham uma vida de sombra e água fresca. Seus membros inferiores denunciam uma vida de trabalho árduo e a maoir parte dos ossos possui artrite. Estes homens trabalharam para o Faraó, de livre e espontânea vontade, ergueram uma pirâmide que se mantém de pé até hoje, tome isso como exemplo.

Pense duas vezes antes de reclamar do seu chefe sacana e truculento.

Este post (nem o anterior) reservam muitas imagens né!? Poisé, ainda não aprendi a usar esse WordPress de um jeito que preste, recomendo o site Il Fatto Storico, lá tem umas imagens do local e mais explicações. Dr. Zahi agrega mais uma grande descoberta ao seu portfólio (ou monopoliza, entenda como quiser). Apesar dos inúmeros “adjetivos impróprios”, o Sr. Hawas faz bem seu trabalho e quem conseguir passar por cima destes detalhes pessoais e admirar seu trabalho puramente ético.

Termino aqui este novo artigo, fiquem na escuta pois em breve pretendo adicionar a descoberta do exército perdido de Cambises. Dessa vez, Dr. Zahi Hawass não é o vilão, pelo menos não acho mas sempre tem alguém que acha, abraço para todos e não se cansem de ler este blog.

Como já comentei no resuminho aí do post, ainda tem muito o que se procurar naquelas areias ali, pretendo postar em breve uma grande descoberta sobre o exército perdido de Cambises no Egito mas isso fica pra depois

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Arkimi disse:

    Quero um playmobil destes!!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ana Júlia disse:

    Mais quais descobertas arqueológicas levaram Zahi Hawass a acreditar que os trabalhadores das grandes piramides não eram escravos?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Carlos Bazuca disse:

      Entre outros achados, podemos citar elevado número de ossadas de animais (acreditando tratar-se de um “presente” de fazendeiros aos trabalhadores), além de túmulo de trabalhadores próximo das Piramides, o que seria uma Grande Honra que não seria dada a um escravo nem a pau.
      Claro, essa é uma das minhas primeiras postagens e ñ fui muito feliz na sua obrigação de transmitir a notícia, mas vamos aprendendo rsrs.
      Obrigado pelo comentário!

      Curtir

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s