Nefertiti Revelada? Parece que ainda não…

E CÁ ESTAMOS NÓIS DE NOVO!

No dia 19/11/2009, chegando em casa lá pelas 10 e tantas da noite após um dia turbulento no Trabalho,  Prova de Inglês na Faculdade (sei o Português pouco e ruim, quem dirá o idioma dos outros, você pode imaginar minha performance), decidi que era sensato estacionar em casa, calça minha havaiana e relaxa. Guardei minha mochila e organizei minha nova aquisição literária: A Coleção Tolkien com os livros Silmarilion, Hobbit e os 03 Sr. dos aneis.

CONTEMPLEM, OH RAÇA INCREDULA E DEVASSA!!!

Sem muita expectativa liguei a TV para me distrair enquanto comia umas guloseimas que minha namorada me deu e… Para minha surpresa, era exibido Nefertiti Revelada na TV.

O DOCUMENTÁRIO NEFERTITI REVELADA (DISCOVERY CHANNEL)

O documentário (2003) é muito completo e interessante por sinal, contudo, há algo de sensacionalismo, além de ser palco de uma das maiores Barracos da Arqueologia atual: Uma briga feia envolvendo a maior autoridade em Egiptologia de nossa época com uma Arqueóloga que tem um Sonho.

Pra quem não conhece muito de arqueologia ou egiptologia, trate logo de gravar este nome, pois ele irá aparecer bastante em suas pesquisas: Dr. Zahi Hawass. Seja como for, vamos ao Documentário, sem mais delongas…

… seja lá o que isso signifique.

Joann Fletcher 01
Não gente, não é a filha do Ozzy Osbourne, esta é a Dra. Joann Fletcher

O Documentário mostra a odisseia da egiptóloga Joann Fletcher (mais parece a Tina Tuner) em fazer uma gravação para um canal de TV com o Dr. Zahi e algumas múmias… gravações meramente ilustrativas para um programa.

Ela também omite que carrega um aparato de tomográfica computadorizada portátil altamente tecnológico e uma junta de especialistas para manusear esse equipamento.

Sua intenção, realmente, é estudar três múmias na Tumba KV-35, onde ela (Joann) acredita estar a múmia de Nefertiti.

O problema é que ela não foi muito específica no que no tocante a natureza do programa que ela estava produzindo, apenas apontou que precisava gravar umas tomadas aqui, filmar uns sarcófagos ali, cutucar umas múmias acolá… “isso não pode dar problemas para mim” deve ter pensado o Dr. Zahi.

Homem é bicho besta, está no nosso DNA.

Após a burocracia de sempre (burocratas tem em todo canto, e você achando que era só no Brasil) e o Sr. Zahi Hawass é bem severo nisso, a permissão para visitar os locais e gravar tudo foi dada.

Percebam que essa omissão de informação vai lascar com nossa destemida doutora de cabelos fumegantes e ela sequer imagina isso, ou então já sabe onde (e com quem) tá se metendo, mas pretende catalogar o que puder para levar ao público sua teoria.

Se ela foi presa por enganar tanta gente importante ao mesmo tempo não foi registrado no programa, só resta especular…

Voltando ao assunto, a destemida Egiptóloga com cabelos estilo banda de rock anos 80 (alias, Joann Fletcher é especialista em Perucas reais, sério) “chega chegando” para desequilibrar a balança dourada na disputa contra o Dr. Zahi com o peso da mídia, literalmente.

KV35
Tumba KV 35 – Seriam 3 pessoas da Alta Corte de Nefertiti (a ultima da esquerda da foto)

O programa segue mostrando inúmeros pontos de relevância na vida de Nefertiti: Desde o casamento (ainda criança) com Amenophis IV/Akhenaton, a procura pelo lugar onde edificar Akhetaton (atual Amarna), sua Autoridade em pé de igualdade com Akhenaton e, claro, seu sumiço dos registros e a chegada ao lugar onde a múmia aguarda.

Conforme comentado, a equipe usa um aparato escatologicamente burlesco para os Estudos. Para se ter uma idéia, ele (aparelho) é portátil e desmontável (como Lego), funciona muito bem em Câmaras Mortuárias, o que indica que o treco é bom mesmo.

Quando transportado pelo Vale dos Reis, foi preciso pelo menos 22 pessoas para desmontar, deslocar, montar, instalar, testar, utilizar, desinstalar, dissimular, desmontar, uma pausa pra tomar um café, deslocar de novo e guardar o tal brinquedinho.

É mole ou quer duro?

Os exames começam e tudo colabora para comprovar a teoria de Joann Fletcher, contudo, algo ocorre: O dente ciso da múmia em questão não está formado completamente. Isso significa que, quando viva, a Moça não chegou aos 30 anos.

Lembra que Dra. Fletcher omitia informação para alcançar os objetivos? Pois é. A Equipe que analisa a múmia não sabia de que realmente tratava o objetivo do estudo, que parecia um estudo arqueológico rotineiro.

Tocando o barco, surgem evidencias de aquela Múmia tinha um status Real bastante elevado. Umas destas evidencias seriam pedaços de um Colar preso na pele da Múmia, um dos colares reais usados pela bela Rainha (o mesmo colar pode ser visto no famoso busto) e o exame dos ossos do quadril mostrou se tratar realmente de uma mulher.

Cesta de três pontos pra Joann Fletcher!

nefertiti[1]
Reconstrução 3-D da face de Nefertiti, com dados recolhidos da Múmia da tumba KV-35
Vocês já devem imaginar quantos problemas a Dra. Joan Fletcher já acumulou, passando por cima de Leis de Visitação e pesquisa, omitindo informações importantes, levando equipamento não declarado para áreas restritas, enganando Autoridades… esses “pequenos detalhes” criaram um clima de tensão com o egiptólogo renomado Dr. Zahi Hawass. Neste programa, a doutora aponta que, não apenas achou a múmia de Nefertiti – A Bela, mas que a múmia ainda sofreu mutilações (braço arrancado e a face desfigurada).

Este assunto já foi tratado em outro documentário de sua autoria (todas as suas descobertas são anunciadas em documentários megalomaníacos auto-sustentáveis), porém, sem nenhuma conclusão que realmente valha a pena ser comentada.

A múmia está sob sua responsabilidade, trancada em uma Câmara Mortuária (denominada KV 35) situada no Vale dos Reis, necrópole local.

zahi1[1]
Dr. Zahi Hawass, moçinho ou bandido? Guardem este rosto.
Muita gente não curte o Dr. Zahi, escrevem impropérios desenfreados ao seu respeito, outros defendem sua boa índole como se ele tivesse parido o Mundo todo. Tento ser o mais imparcial possível, mesmo acreditando que a postura deste filho de agricultor e de infância humilde, em muitos momentos ele toma atitudes pouco louváveis e que o que valorizam seu “quinhão mercenário” já abordado por Sócrates…

Ah, vocês sabem, o exercício da Arte é seguida pela Arte do Mercenário que lhe proporciona um benefício particular (principalmente financeiro). Assim, a Arte Equestre aprimora a montaria e a Arte do Mercenário lhe provém pagamento. A Arte da Marinha lhe permite velejar e a Arte Mercenária, ao que lhe convém, paga bem. Até o chato do Trasimaco concordou…

…Tenho que aprender a parar de desviar do assunto. Se isso fosse uma redação de Vestibular, já tinha tirado zero e virado motivo de zuação de toda uma geração mas isso não vem ao caso, não agora.

Tentando voltar ao assunto, há uma matéria muito boa encaminhada por um leitor deste blog sobre…

… Uau, um leitor que nem é meu parente, nem foi violentamente estimulado a ler meus textos, as coisas estão melhorando!

Enfim, um artigo completo sobre os bastidores deste movimentado Documentário (pra dizer o mínimo). O site Arqueologia Egípcia é da arqueóloga Márcia Jamille, passem lá e aprendam mais coisas sobre o mundo Egípcio, só não esqueçam deste pequenino blog, afinal, eu indiquei este site pra vocês.

Conhecimento é Poder, cadê a gratidão?

CONCLUSÃO

O documentário é bastante notório e completo. Os estudos correm no âmbito Artístico (com o estudo do famoso busto de Nefertiti e uma reconstrução 3D da face da múmia no final do documentário), no âmbito Cientifico (exame da arcada dentária, pele, tecido mumificado, entre outros) e Religioso (estudo da Tumba e acessórios mortuários e a postura da Rainha como Co-regente atuante de Akhenaton), poxa, até perícia forense foi usada (levantando uma questão nunca antes abordada: Nefertiti teria sido assassinada, além do o Braço faraônico da múmia que sumiu, entendido como uma retaliação dos Sacerdotes de Rá).

Joan Fletcher 02
Joann Fletcher e a múmia que acredita ser de Nefertiti

O que me incomodou, no fim das contas foi a imagem de “coitada” passada pela Pesquisadora, tentando entrar num Clube do Bolinha das mil e uma noites. A Dra. Fletcher (que nesta foto parece o David Coverdale)  pode nem imaginar, mas suas atitudes geraram o rancor do Dr. Zahi (para ela e para as novas pesquisas de Arqueólogos “cheios de boa vontade”) e o fechamento da tumba KV35…

… para sempreeeeeeeeeee!

Como o artigo está muito grande (e eu gostaria ainda de falar sobre seu marido, o faraó Akhenaton e sobre o polêmico Smenkhkare mas vai fica pra próxima) recomendo ver este Documentário que, apesar de ser um dedo do meio na cara de Zahi Hawass ao melhor estilo “Missão Impossível”, tem ótimas referências e é bastante completo, digo isso sem medo de cometer redundância. Joann Fletcher não conseguiu provar que Aquela múmia era de fato Nefertiti, porém, montou um quebra-cabeça muito convincente.

Acabou acontecendo que ela, apesar da grande Empreitada, burlou várias regras do País e sacaneou a Autoridade local, queimando o filme dele (Dr. Zahi) mais ainda. Como já referido antes, ela (Dra. Joann) acaba como vítima e conclui sua expedição como um grande sucesso, apesar da reprovação dos Magistrados no setor.

Joan Fletcher desconstruiu uma Ideia vendida há muito tempo (como a Maldição de TutAhkhAmon) e, apesar da riqueza do programa, temos que entender que não é assim que a banda toca (nem lá e nem aqui), pois existem Órgãos Fiscalizadores e regras que precisam ser respeitadas.

Lego Egito
Depois de tanta turbulência, algo relaxante

E por enquanto é só pessoal, este post foi, com efeito, deveras extenso (se não for o Maior que já fiz) e também não foi o mais desdenhoso pois ainda estou elétrico devido ao efeito que este documentário problemático e cheio de reviravoltas causou em meu pobre cérebro. Aguardem e confiem, o entusiasmo é tudo!

ενθουσιασμός

Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. Dandara disse:

    Olá!

    O post realmente foi extenso, porém isso só me fez querer mais e mais. Existem poucos assuntos tão interessantes quanto este. O ser humano tem uma “queda” pelo mistério. O documentário é fabuloso, eu até chorei no final!!!rsrs

    É realmente triste que após tantos anos, os próprios egípcios e o egocêntrico Dr. Zahin não tenham dado valor a esta (provável) descoberta, mesmo após a comprovação de diversas teorias.

    Será que não aceitam que mais um estrangeiro, pior, mais um britânico tenha feito uma das descobertas mais importantes da história do Egito?

    Parabéns pelo trabalho!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Luciana Sousa disse:

    Olá, Carlos.
    Candê me passou seu endereço virtual. Pediu para comentar, dar uma opinião sincera. Costumo ser meio dura em minha sinceridade. Tentarei ser mais sutil.
    O blog está deveras interessante. As categorias elencadas têm muito em comum, poderia ampliar, caso tenha interesse. Gosto da homogeneidade no layout, o tom sóbrio, bem ao gosto de um estilo clássico. Os temas retratados também são de muito interesse, mas preciso lê-los a fim de comentar o conteúdo. Numa rápida passada de olhos, vi falhas na revisão textual, coisas de professora de redação.
    Concordo com a vávula de escape. Sem falar do vício.
    Um abraço
    Luciana Sousa

    Curtido por 1 pessoa

  3. Auyn disse:

    A arqueologa pode ter pisado na bola, mas se nao tivesse quebrado as regras, duvido que sua pesquisa tivesse ido para frente!!! Eu acho que estariamos vendo um documentario do nosso querido egiptologo. Ele so canselou o teste de dna por ter uma baita dor de cotovelo por nao ter pensado antes na probabilidade dessa munia esquecida ser nefertitite>>>>Opiniao sincera ele esta atrasando a historia!!!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Descobri este blog por acaso, buscando uma foto de nerfetiti porque minha filha tem o mesmo formato de olho que aparece nas estátuas dela. Achei o conteúdo muito rico. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  5. julia disse:

    assisti a um documentario no qual o egiptólogo luta para trazer de volta ao Egito pelos menos os tesouros que foram roubados de lá. achei muito justo, visto que faz parte da história deste país e poderia gerar recursos ao seu povo. se bem empregado junto ao turismo. sabemos que o povo egípcio também foi muito negligente ao longo dos anos com seus tesouros, mas agora esta mentalidade está mudando e em parte, deve-se ao esforco do egiptologo, que, como voce bem disse, faz um show exagerado para mostrar qualquer avanco dele neste sentido. mas se todo esse show é necessario para acender no povo o interesse pelo seu patrimonio, que assim seja. o que eu penso é que é injusto o busto de nefertiti, só para citar um exemplo, ficar em um museu de londres, no local aonde nao pertence, e dar milhares de dolares ao ano aos ingleses resultante de visitacao e toda a sorte de tralhas ligadas a nefertiti e tirar esse direito do povo egípcio. e para mim, isto indepedente do caracter do egiptologo. abracos

    Curtido por 1 pessoa

  6. julia disse:

    correcao: onde escrevi londres o correto é alemanha…

    Curtido por 1 pessoa

  7. Marilia disse:

    Poxa, o David Coverdale era mais bonito do que ela quando era novo. Eu ví no primeiro Rock in Rio. Hoje ele está mais feio que ela. kkk

    De resto, o seu artigo está muito bom.

    Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, pô!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s